Posicionamento do Comitê ESPGAHN sobre uso de probióticos em bebês prematuros

Postado em 9 de março de 2020 | Autor: Nicole Perniciotti

Posicionamento conta com conselhos sobre cepas que devem e não devem ser utilizadas

Foi publicado no Jornal de Gastroenterologia e Nutrição Pediátrica o parecer do comitê ESPGHAN sobre o uso de probióticos em bebês prematuros.

Foram estudados mais de 10.000 bebês prematuros participando de ensaios clínicos randomizados com probióticos em todo o mundo, sugerindo que o uso de probióticos em geral poderia reduzir as taxas de enterocolite necrosante (NEC), sepse e mortalidade nos bebês prematuros.

O documento conta com conselhos sobre cepas específicas que podem ser utilizadas e quais cepas não deve ser usadas  em recém-nascidos prematuros e aborda protocolos de segurança de uso dessa suplementação.

Faça o download do arquivo para ver o posicionamento completo.

  • DOWNLOAD

Referência:

Van Den Akker et al. Probiotics and Preterm Infants: A Position Paper by the ESPGHAN Committee on Nutrition and the ESPGHAN Working Group for Probiotics and Prebiotics. Journal of pediatric gastroenterology and nutrition. 2020 feb.

Leia também