Suplementação de zinco melhora o crescimento de crianças?

Postado em 4 de dezembro de 2018 | Autor: Marcella Gava

Estudo avaliou os efeitos da suplementação de zinco sobre hormônio e medidas de crescimento

Estudo avaliou os efeitos da suplementação de zinco sobre as concentrações de IGF-1 (fator de crescimento semelhante à insulina) e crescimento de crianças pré-termo (PT) e atermo (AT), ambas sem déficit de crescimento.

Foram incluídas 105 crianças com até 2 anos de idade que foram divididas de acordo com a idade gestacional ao nascimento. Os dois grupos foram subdivididos em suplementados e não suplementado. Os suplementados receberam 22mg de sulfato de zinco (5mg de zinco elementar) via oral durante seis meses. As variáveis mensuradas incluíram zinco, IGF-1, peso e altura no início do estudo e após seis meses.

Ao início do estudo, os níveis de IGF-1 foram significativamente maiores em crianças PT que em AT e não houve diferença nos níveis de zinco entre os grupos. Nas crianças PT, a suplementação de zinco não alterou os níveis de IGF-1, peso e altura por idade. Nos AT, no entanto, os níveis de zinco, IGF-1, peso e altura por idade aumentaram significativamente após 6 meses de suplementação em relação ao início do estudo, porém sem diferença quando os valores foram comparados ao grupo AT não suplementado.

Sendo assim, os autores concluíram que, embora a suplementação oral de zinco possa melhorar as concentrações de zinco sérico em crianças, o apoio nutricional ao invés da suplementação de um único nutriente pode ser mais eficaz para otimizar o crescimento de crianças independentemente da idade gestacional ao nascimento.

Cho JMKim JYYang HREffects of oral zinc supplementation on zinc status and catch-up growth during the first 2 years of life in children with non-organic failure to thrive born preterm and at term. Pediatr Neonatol. 2018 Jun 25.