A importância dos lipídeos para o exercício físico

Postado em 26 de fevereiro de 2020 | Autor: Raphael Campanholi

Embora a gordura não seja essencial no pré-treino, consumi-la por meio de boas fontes é muito importante

Raphael Campanholi

Raphael Campanholi* é nutricionista

Durante o exercício físico, a gordura e o carboidrato são substratos importantíssimos para suprir a demanda energética da atividade. Inclusive, o nosso corpo é capaz de armazenar esses dois nutrientes para servir como um estoque energético – o carboidrato, na forma de glicogênio, e a gordura, na forma de triglicerídeos (aquela “gordurinha” que muitas pessoas gostariam de se livrar, sabe?).

O fato é que essas reservas são essenciais para a nossa sobrevivência, pois parte da energia obtida em nosso corpo em situações de privação alimentar e/ou jejum são fornecidas a partir delas.

Agora é hora de colocarmos o exercício físico nesta contextualização, pois muito provavelmente você já ouviu algo como: consumir gordura no pré-treino é importante para melhorar o rendimento, uma vez que o exercício utiliza gordura como fonte de energia.

Primeiro, entenda o seguinte: quanto mais alta a intensidade, maior a contribuição de carboidrato como substrato energético. Portanto, essa recomendação já não se aplica para exercícios como musculação, Crossfit, HIIT, entre outros, uma vez que esses são considerados de intensidade alta a moderada.

Em segundo lugar, e de maneira bem simplificada, ao considerar a reserva de energia de um homem com aproximadamente 12% de gordura corporal, teremos aproximadamente 1.800 Kcal de reserva provenientes do carboidrato, na forma de glicogênio, e aproximadamente 80.000 Kcal de reserva provenientes da gordura, armazenada na forma de triglicerídeos. Sim, a diferença é “gritante” mesmo.

De olho no rendimento

Agora, levando em consideração as características do exercício que utiliza mais gordura para gerar energia e avaliando a disponibilidade existente em cada um dos nossos estoques energéticos, te parece lógico acreditar que ingerir gordura antes do treino será um diferencial no seu rendimento?

Pois é, como já falado em textos anteriores aqui no site, o nutriente-chave para otimizar o desempenho esportivo em praticamente todas as modalidades esportivas continua sendo o carboidrato.

Portanto, minha sugestão: continue tomando um café “raiz” no pré-treino: puro, sem manteiga e sem óleo de coco, mas, quem sabe, com um pãozinho.

Para finalizar, lembre-se: embora a gordura não seja essencial no seu pré-treino, incluí-la ao longo do seu dia por meio de boas fontes (como azeite, abacate, oleaginosas, peixes, leites e seus derivados, dentre outros) é essencial para diversos outros aspectos relacionados à saúde e qualidade de vida. Procure um nutricionista qualificado para te auxiliar no seu planejamento alimentar de acordo com o seu objetivo!

*Raphael Campanholi é nutricionista e Mestrando em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina do ABC. Membro do corpo diretivo da Associação Brasileira de Nutrição Esportiva (ABNE).

Leia também



Assine nossa newsletter: