Como cozinhar pouco e ter sempre alimentos frescos e saudáveis à mão

Postado em 26 de março de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Com dicas fáceis, você consegue organizar a semana inteira para suas refeições

A maioria das pessoas atualmente vive sob rotinas bastante atarefadas para conciliar os cuidados com a casa, com o trabalho e com a família. Nesse contexto, o tempo para preparar refeições muitas vezes é escasso. Se você se enquadra nesse grupo de pessoas que acaba por cozinhar pouco, saiba que existem algumas estratégias que estão a seu favor para seguir uma alimentação saudável mesmo quando o relógio não conta a seu favor.

A seguir, confira algumas dessas dicas para alinhar os alimentos saudáveis à rotina corrida:

5 soluções para comer bem e cozinhar pouco

Uma alimentação equilibrada pode ser mantida no dia a dia por meio de algumas medidas práticas a se adotar.

Casal cozinhando, se olhando e sorrindo

O preparo de refeições não deve ser responsabilidade de apenas um membro da casa. Divida entre todos para não pesar pra ninguém | Imagem: Shutterstock

Congele alimentos

De acordo com o Guia Alimentar para a População Brasileira, do Ministério da Saúde, alguns alimentos que demandam maior tempo de cocção, como o feijão, podem ser cozidos em maior quantidade em um único dia, congelados e utilizados em preparações ao longo da semana. Um artigo publicado pela Universidade de Minnesota destaca que o processo de congelamento, se realizado adequadamente, pode ser considerado um método de preservação eficaz também para frutas, verduras e legumes. A medida preserva nutrientes e sabores.

Leia também: Como cozinhar vegetais congelados

Priorize preparos práticos

Determinados pratos como sopas, omeletes e arroz com legumes refogados também levam pouco tempo de preparação e podem ser preferíveis em dias em que a disponibilidade de horários é menor.

Organize antecipadamente

Outras dicas do Guia Alimentar incluem um planejamento das compras de alimentos e ingredientes culinários, a organização da despensa doméstica e a definição prévia do que vai se comer ao longo da semana. Alimentos como verduras podem ser higienizadas e secas com antecedência para uso ao longo da semana, por exemplo.

Compartilhe as tarefas

O Ministério da Saúde também sugere que se partilhe a responsabilidade por todas as atividades domésticas relacionadas à aquisição de alimentos e ao preparo e consumo de refeições. Ou seja, não fique com toda a responsabilidade para si, delegue as obrigações entre todos da família.

Faça virar um hobby

Por fim, o Guia Alimentar recomenda que se encare o ato de comer como um momento privilegiado de prazer, não como um fardo. E também, que se reavalie como você tem usado o seu tempo e considere quais outras atividades poderiam ceder espaço para a alimentação.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

William S. The science of freezing foods. Universidade de Minnesota, 2018.

Ministério da Saúde. Guia Alimentar para a População Brasileira, 2014.

Leia também



Assine nossa newsletter: