O que realmente funciona para perder gordura abdominal?

Postado em 25 de novembro de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Veja quais hábitos podem te ajudar na busca pela perda de peso

No desejo de perder peso rapidamente, muitas pessoas se submetem a métodos que prometem acabar com o acúmulo de gordura da barriga em pouco tempo. Mas a verdade é que adotar qualquer estratégia sem acompanhamento pode ser prejudicial à saúde.

Por isso, é importante entender quais atitudes no nosso dia a dia podem, de fato, ajudar a perder a gordura abdominal. E para isso, o primeiro passo é procurar a ajuda de um nutricionista, que certamente irá orientar cada caso de maneira individual e adequada.

E para desvendar o que é mito e o que é verdade a respeito das dietas da moda que se propõem a essa redução, separamos alguns estudos científicos que investigam a alimentação e os hábitos diários, confira:

3 mitos e verdades sobre métodos para perder gordura abdominal

Não é apenas a alimentação que influencia na balança. Veja o que realmente funciona para emagrecer.

Mulher de costas, olhando para uma geladeira aberta, com a mão na cabeça, pensativa.

Não é preciso restringir demais a alimentação para perder gordura abdominal | Imagem: Shutterstock

Dietas ricas em proteínas podem ajudar a diminuir a gordura corporal

Verdade. Uma pesquisa divulgada no periódico Nutrition, Metabolism and Cardiovascular Diseases mostrou que dietas que contam com um alto teor de proteína podem ter efeitos benéficos no colesterol total em pessoas com sobrepeso ou obesas, podendo ajudar na perda de peso e de gordura corporal. Porém, o estudo ressalta que ainda são necessárias mais avaliações para concluir todos os efeitos desse tipo de dieta.

Comer menos carboidratos impacta na redução de gordura da barriga

Verdade. De acordo com um estudo divulgado pela The Endocrine Society, uma redução modesta no consumo de alimentos com carboidratos pode promover a perda de gordura da barriga, mesmo com pouca ou nenhuma alteração no peso. O estudo comprovou ainda que uma alimentação restrita em carboidratos pode promover uma perda de até 4% da gordura corporal total e, por consequência, ajudar a reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2, acidente vascular cerebral (AVC) e até doença arterial coronariana.

Dormir pouco pode nos prejudicar a perder gordura abdominal

Verdade. Pesquisadores de um estudo divulgado no Annals of Internal Medicine investigaram a associação entre o quanto uma pessoa dorme e quanto peso ela perde quando restringe sua ingestão de alimentos. Durante os testes feitos em adultos saudáveis, quando o sono dos participantes era restrito a apenas 5,5 horas por noite, eles perdiam menos gordura corporal e mais massa corporal magra do que quando dormiam 8,5 horas. Outro detalhe é que os participantes com sono restrito também relataram sentir mais fome.

Por isso, a pesquisa diz que os pacientes que tentam perder peso devem considerar dormir adequadamente, além de limitar a ingestão de calorias para garantir que retenham a massa muscular magra e percam a gordura.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

P.M. Clifton. et al. Very Low-Fat (12%) and High Monounsaturated Fat (35%) Diets Do Not Differentially Affect Abdominal Fat Loss in Overweight, Nondiabetic Women. The Journal of Nutrition, 2004.

P.M. Clifton. et al. High protein diets decrease total and abdominal fat and improve CVD risk profile in overweight and obese men and women with elevated triacylglycerol. Nutrition, Metabolism and Cardiovascular Diseases, 2009.

Gower B. Cut down on ‘carbs’ to reduce body fat, study authors say. The Endocrine Society, 2011.

Insufficient Sleep, Diet, and Obesity. Annals of Internal Medicine, 2010.

Leia também



Assine nossa newsletter: