Você conhece a pitaia? 4 motivos para consumi-la

Postado em 6 de fevereiro de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Fruta do dragão é rica em vitaminas e minerais

Com uma safra de colheita intensa entre os meses de dezembro a maio, a pitaia, também conhecida mundialmente como a fruta do dragão, tem ganhado popularidade nos lares brasileiros.

Sua polpa doce e refrescante pode ser consumida in natura ou fazer parte de smoothies, shakes e sobremesas deliciosas. E, além do sabor, a fruta também pode trazer vários benefícios à sua saúde!

Confira alguns deles a seguir:

4 benefícios da pitaia para sua saúde

Conheça mais sobre a versatilidade da fruta do dragão:

Pitaia fatiada sobre mesa ao lado de copo de vidro com suco de pitaia

A fruta pode ser consumida in natura ou compor sucos, shakes e sobremesas | Imagem: Shutterstock

A pitaia é rica em nutrientes

Um estudo publicado no periódico World Journal of Pharmacy and Pharmaceutical Sciences avaliou os nutrientes presentes na pitaia. Dentre eles, foi possível observar que a fruta é rica em vitaminas C, A, B1, B12 e E. Além disso, possui minerais como potássio, magnésio, zinco e fósforo.

Pode ajudar a prevenir artrite

Outra característica bastante presente na pitaia, segundo estudos, é a sua alta quantidade de antioxidantes. E eles, por sua vez, podem ser capazes de prevenir doenças inflamatórias, como é o caso da artrite e da gota. Mas mais estudos são necessários para que consigamos afirmar essa associação.

É capaz de auxiliar no controle glicêmico em pré-diabéticos

Uma pesquisa divulgada pelo Plos One investigou os efeitos da fruta no controle glicêmico em pré-diabetes e diabetes tipo 2. Nos resultados, foi observado que a glicemia em jejum de pré-diabéticos teve uma redução após o consumo controlado da pitaia. Por outro lado, não houve mudanças em pacientes que já possuíam o diabetes tipo 2.

As sementes da pitaia também trazem benefícios

O estudo do World Journal of Pharmacy and Pharmaceutical Sciences também citou que as sementes da pitaia se assemelham com as de outra fruta: o kiwi. E afirmou ainda que elas podem ser ricas em ácidos graxos como o ômega 3 e o ômega 9, importantes para a saúde do coração.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Nilo R. et al. Cultivo da pitaya. ESALQ-USP, 2013.

Mayuri S. et al. Dragon fruit as a nutraceuticals. World Journal of Pharmacy and Pharmaceutical Sciences, 2018.

Poolsup N. et al. Effect of dragon fruit on glycemic control in prediabetes and type 2 diabetes: A systematic review and meta-analysis. Plos One, 2017.

Leia também



Assine nossa newsletter: