Quantos ovos ao dia você precisa comer pela saúde do seu coração?

Postado em 7 de março de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Confira o que um estudo descobriu sobre o consumo diário do alimento

Mulher sentada sorrindo segurando um ovo em um porta-ovos e uma colher.

Ovos são boas opções para o café da manhã | Imagem: Shutterstock

Uma das maiores discussões a respeito de alimentos e nutrientes é a quantidade de ovos que pode ser consumida por dia. Há quem prefira evitá-los por conta das gorduras presentes, principalmente na gema, enquanto tem gente que consome vários ovos diariamente.

Para entender a quantidade ideal e os benefícios que o alimento pode trazer à saúde, um estudo publicado pelo periódico The American Journal of Clinical Nutrition comparou três grandes pesquisas a respeito da ingestão diária de ovos para chegar a uma conclusão.

Entre os fatores analisados, os pesquisadores focaram no nível de lipídeos no sangue, em doenças cardiovasculares e no risco de mortalidade. Foram analisadas 146.011 pessoas de 21 países que consumiam ovos diariamente.

Um ovo por dia

Após a comparação, os cientistas não encontraram nenhuma associação que fosse significativa entre a ingestão de ovos com os lipídeos no sangue, o risco de mortalidade ou doenças cardiovasculares.

Com isso, eles puderam concluir que, como a maioria dos indivíduos que participaram do estudo consumiu um ou menos de um ovo por dia, seria seguro consumir esse nível sem o risco das doenças analisadas.

Mas vale ressaltar que mais estudos relacionados à quantidade de ovos precisam ser feitos para se chegar a uma conclusão mais assertiva, e que a inclusão de outros ingredientes como o sal e de gorduras como óleo vegetal para o preparo do ovo podem interferir nos resultados.

Assista também: Mitos e verdades sobre o ovo

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Dehgan M. et al. Association of egg intake with blood lipids, cardiovascular disease, and mortality in 177,000 people in 50 countries. The American Journal of Clinical Nutrition, 2020.

Leia também



Assine nossa newsletter: