fbpx

As cirurgias para obesidade mórbida controlam o diabetes mellito tipo 2?

Postado em 31 de janeiro de 2003 | Autor: Patricia Logullo

O diabetes mellito tipo 2 afeta mais de 150 milhões de pessoas do mundo inteiro, embora a incidência de complicações desta doença possa ser reduzida com controle rigoroso da hiperglicemia. Algumas cirurgias para obesidade mórbida não só induz significativa continuidade de perda de peso, como melhora estados de comorbidade, especialmente no diabetes tipo 2. O objetivo deste estudo foi revisar os efeitos da cirurgia para obesidade mórbida no diabetes mellito tipo 2. Os autores revisaram dados da literatura sobre os efeitos da cirurgia para obesidade no metabolismo de glicose e nas alterações endócrinas. Os resultados mostraram que o bypass gástrico e derivação biliopancreática alcançaram níveis normais e duráveis de glicose plasmática, insulina plasmática e hemoglobina glicosilada em 80 a 100% dos pacientes obesos mórbidos diabéticos, no pós-cirúrgico. Também houve alteração significativa da secreção de hormônios gastrintestinais. Em conclusão, bypass gástrico e derivação biliopancreática parecem controlar o diabetes como efeito primário e independente.

Referência (s)

Rubino F, Garner M. Potential of surgery for curing type 2 diabetes mellitus. Ann Surg. 2002;236(5):554-9.

Leia também