fbpx

Importância de leite e lácteos para adolescentes

Postado em 25 de maio de 2009 | Autor: Maricê Nogueira de Oliveira

Durante a adolescência, a alimentação balanceada é muito importante, pois além de satisfazer as elevadas necessidades de nutrientes durante esta fase, serve também para criar e manter bons hábitos alimentares para o resto da vida.

Os adolescentes têm sido freqüentemente considerados como um grupo de risco nutricional em razão de seus hábitos alimentares. Como certos costumes alimentares estabelecidos na adolescência podem resultar em maior risco de desenvolvimento de doenças crônicas, incluindo doença coronária, osteoporose e alguns tipos de câncer na vida adulta, os esforços para conscientização da importância de uma dieta preventiva devem começar logo no início desta fase.

O leite apresenta o cálcio como seu elemento mineral principal e é por esta razão considerado um alimento funcional de primeira geração. A importância do cálcio na alimentação de adolescentes está fundamentada nas principais funções desse elemento na formação e na manutenção da estrutura óssea, assim como nos processos fisiológicos e bioquímicos em que está envolvido. Na adolescência o cálcio se faz necessário, pois uma densidade óssea adequada poderá ser na fase adulta e na terceira idade, um fator de diminuição de risco de osteoporose, caracterizada pela perda de massa óssea levando a um maior risco de fraturas. Portanto ter uma dieta privada de ingestão de cálcio, particularmente do leite e de outros produtos lácteos, é inadequada nesta fase da vida levando a um desenvolvimento ósseo reduzido.

Ao contrário do que se pensa o requerimento de cálcio pelos adolescentes é aumentado. Um adolescente que cresce rapidamente necessitará de um litro de leite ou equivalente por dia de outros produtos lácteos para satisfazer suas necessidades diárias de cálcio. Em casos de sobrepeso ou obesidade, leite desnatado e/ou semi-desnatado e produtos lácteos com teor reduzido de lipídios poderão ser usados para diminuir a ingestão de gorduras. O aumento do consumo de leite e derivados fornecerá também proteínas de alta qualidade, mas será necessária uma dieta equilibrada com a ingestão de outras fontes de proteínas, como carnes, ovos e leguminosas.

Diversos produtos lácteos além do leite podem veicular cálcio e, a disponibilidade deste elemento está relacionada com a origem do leite e o processo tecnológico ao qual este é submetido. Queijo e iogurte podem ser opções saudáveis para uma dieta variada e saborosa.

É nosso papel desmistificar certos conceitos pré-estabelecidos e ajudar o adolescente a entender como investir na sua saúde futura estimulando-o na escolha da nutrição adequada. Muitas vezes, o amadurecimento atingido na juventude pode levar os adolescentes a eleger alimentos que melhorarão seu estado de saúde ao invés de persistir no consumo de alimentos menos saudáveis, fato este que pode ter ocorrido na infância.

OLIVEIRA, M. N., SIVIERI, K., ALEGRO, J.H.A., SAAD, S.M.I. Aspectos tecnológicos de alimentos funcionais contendo probióticos. Revista Brasileira de Ciências Farmacêuticas. São Paulo, v.38, n.1, p.1 – 21, 2002.

FANTI, M.G.N.; ALMEIDA, K.E.; RODRIGUES, A.M.; SILVA, R.C.; FLORENCE, A.C.R.; GIOIELLI, L.A.; OLIVEIRA, M.N. Contribuição ao estudo das características físico-químicas e da fração lipídica do leite orgânico. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 28(Supl.3): 259-265, dez., 2008.

ANTUNES, A.E.C.; LERAYER, A.L.; OLIVEIRA, M.N. Leite e sistema gastrointestinal. In: ANTUNES, A.E.C., PACHECO, M.T.B., eds. Leite para adultos: mitos e fatos frente à ciência. São Paulo: Varela, 2009. (no prelo)

Leia também