fbpx


NUTRIÇÃO ENTERAL CÍCLICA X CONTAMINAÇÃO A terapia nutricional enteral em ciclos de 24 horas é segura contra contaminações?

Postado em 27 de dezembro de 2002

Newsletter Nutritotal Nutrição Enteral XXVI

NUTRIÇÃO ENTERAL CÍCLICA X CONTAMINAÇÃO

A terapia nutricional enteral em ciclos de 24 horas é segura contra contaminações?

Is a 24-h cyclic closed enteral feeding system microbiologically safe in geriatric patients? Lafourcade P, Boulestrau H, Arnaud-Battandier F, Rogues AM, Texier-Maugein J, Pinganaud G, Bourdel-Marchasson I. Clin Nutr 2002; 21(4): 315-20.

HISTÓRICO E OBJETIVOS: a qualidade microbiológica de um sistema de nutrição enteral fechado 1-I (CS) foi prospectivamente monitorada sob condições clínicas que simularam a alimentação cíclica durante um período de 24 horas em pacientes geriátricos. MÉTODO: o dispositivo foi conectado após a amostragem da dieta (tempo zero, TO). Após administração de nutrição por cinco horas, o dispositivo foi desconectado e foi colhida uma amostra (T5). A dieta foi amostrada após 12 horas antes (T12A) e depois da liberação de 10 ml da dieta por meio do dispositivo (T12B), após 24 horas (T24) e na bolsa (P24). As concentrações de microrganismos foram consideradas significativas quando acima de 10(4) unidades formadoras de colônias por mililitro. RESULTADOS: foram analisados 21 CS. Todas as amostras TO estavam estéreis; 10 amostras de 21 T5 foram contaminadas. O conteúdo microbiológico da dieta estava menor em T12B, quando comparado a T12A (p = 0,002). Nenhuma das amostras P24 estava contaminada; 19 estavam estéreis e duas continham baixos níveis de microrganismos, anteriormente encontrados nos dispositivos. CONCLUSÃO: o CS encontrava-se estéril antes de ser conectado ao paciente. A contaminação retrógrada do dispositivo foi avaliada sem contaminação da bolsa após 24 horas do período de interrupção. Realizando-se a liberação da dieta, houve redução nos índices de contaminação da dieta na extremidade distal do dispositivo. Assim, a nutrição enteral cíclica utilizando a mesma bolsa durante um período de 24 horas mostrou-se segura em pacientes geriátricos.

Clinical and laboratory evaluation of a closed enteral feeding system under cyclic feeding conditions: a microbial and cost evaluation. Moffitt SK, Gohman SM, Sass KM, Faucher KJ. Nutrition 1997; 13(7-8): 622-8.

Programas de nutrição cíclica são atualmente empregados em associação a sistemas fechados de nutrição enteral. Alguns fabricantes e médicos têm considerado que o sistema fechado de nutrição cíclica pode promover uma contaminação da fórmula por meio do movimento retrógrado de bactérias durante os períodos de pausa na administração ou “não-descarga”. Utilizando tanto ambiente clínico quanto de laboratório, nosso estudo avaliou se o movimento retrógrado bacteriano sob condições de “não-descarga” pode resultar na contaminação de recipientes de sistemas fechados de nutrição. A fase clínica foi conduzida com 57 recipientes de sistemas fechados de nutrição empregados por enfermeiras residentes. As avaliações clínicas e laboratoriais não apresentaram evidência de contaminação dos recipientes em 36 a 48 horas, nem evidências de movimento retrógrado de bactérias além da câmara de gotejamento. Custos e desperdícios também foram avaliados utilizando-se alguns roteiros para intervalos de tempo de 24 ou 36 horas. Estabelecendo-se o uso de um recipiente de volume apropriado, a economia potencial dos custos entre U$ 67 e U$ 135 por paciente/mês pode ser alcançada com programas de interrupção de 36 horas. O movimento retrógrado da bactéria não parece ser a origem da contaminação do recipiente de sistemas fechados de nutrição que incorporam uma câmara de gotejamento. Utilizando-se um recipiente de volume apropriado e ao menos 36 horas de interrupção, pode-se observar uma economia de custos significativa.

COMENTÁRIOS

Questiona-se, na prática clínica, se a administração de nutrição enteral por sistema fechado, em regime cíclico, não teria sua segurança comprometida ou ameaçada pelo risco de contaminação bacteriana. Devido ao fato de o dispositivo de administração permanecer conectado ao paciente por um longo período, teoricamente esse risco seria significativo.

Não foi, no entanto, o que mostraram os dois trabalhos prospectivos trazidos por esta Newsletter de nutrição enteral. Ambos mostraram que a administração da nutrição enteral cíclica em períodos de 24 horas pode ser considerada segura. Isso é verdade até mesmo quando se programam pausas na administração para posterior retomada da passagem da dieta pela sonda. Isso quer dizer que, mesmo na ausência do fluxo da dieta durante a pausa, de até 36 horas, o movimento retrógrado das bactérias não é suficiente para caracterizar a contaminação dos recipientes.

Em pacientes idosos e naqueles em terapia nutricional domiciliar, a preocupação com a contaminação é grande. Os trabalhos apresentados mostraram, entretanto, que, a despeito do uso de uma só bolsa para administração da dieta, o risco de contaminação é baixo e os custos envolvidos com a terapia, portanto, são reduzidos.

Por: Luciana Z. Coppini
Especialista em terapia nutricional parenteral e enteral pela Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral – SBNPE e nutricionista do Grupo de Nutrição Humana – GANEP

Assine nossa newsletter: