fbpx


O que é impedância bioelétrica?

Postado em 13 de abril de 2005 | Autor: Camila Garcia Marques

Impedância bioelétrica ou “bioimpedância” é um método não-invasivo e rápido de análise dos compartimentos corporais, especialmente massa magra e massa gordurosa. Seu princípio é a passagem de corrente elétrica de baixa intensidade (500 a 800 µÄ) e de alta freqüência (50 kHz) por um condutor, no caso o corpo humano. A impedância é justamente a medida da resistência desse condutor à passagem da corrente, expressa pela raiz quadrada da soma dos quadrados da resistência e da reactância associadas ao circuito.

Em humanos, a reactância é um indicador da massa corpórea magra e intracelular. Os tecidos magros são altamente condutores de corrente elétrica, por conterem grande quantidade de água e eletrólitos (portanto apresentam baixa resistência). Os tecidos gordurosos e os ossos são pobres condutores e oferecem maior resistência elétrica.

As medidas são realizadas com o indivíduo deitado, com os membros afastados uns dos outros. Dois eletrodos são instalados no punho e dois no tornozelo, em um dos lados do corpo. A corrente elétrica é aplicada e a queda da voltagem é detectada por um aparelho chamado pletismógrafo.

Como as medidas dos compartimentos corpóreos estão sempre relacionadas entre si de alguma maneira, considera-se, atualmente, que, na verdade, a bioimpedância é um método de mensuração da água intra e extracelular.

Como os estudos de análise do método são em geral realizados com populações específicas ― por exemplo, de portadores de uma determinada doença ou condição clínica ―, os estudos mais recentes tentam encontrar formas de validação do método para diferentes grupos de pessoas, saudáveis inclusive. Isso possibilitará ampliar o uso clínico da bioimpedância como método de avaliação nutricional.

Bibliografia

Coppini LZ, Waitzberg DL. Impedância bioelétrica. In: Waitzberg DL, editor. Nutrição oral, enteral e parenteral na prática clínica. 3 ed. São Paulo: Atheneu; 2000. p. 295-304.

Schoeller DA. Bioelectrical impedance analysis. What does it measure? Ann N Y Acad Sci. 2000;904:159-62.

Lukaski HC. Requirements for clinical use of bioelectrical impedance analysis (BIA). Ann N Y Acad Sci. 1999;873:72-6.

Assine nossa newsletter: