Serotonina não participa da anorexia em câncer experimental

Postado em 29 de abril de 2004 | Autor: Patricia Logullo

Pesquisadores suecos realizaram estudo com o objetivo de confirmar a idéia de que a anorexia no câncer não dependeria somente do mecanismo serotoninérgico, classicamente tido como responsável pela regulação da fome. O mecanismo serotoninérgico tem papel importante no processo da alimentação tanto em indivíduos saudáveis quanto em determinadas circunstâncias patológicas, como a anorexia, que acomete grande proporção dos pacientes com câncer. Os investigadores forneceram algumas medicações para camundongos com câncer (tumores MCG 101), drogas capazes de inibir tanto a síntese da serotonina quanto a sua ligação com receptores específicos ou com antagonistas. Mesmo com esse o tratamento, os animais desenvolveram anorexia: o achado permitiu confirmar experimentalmente que a serotonina não é a principal substância por trás da anorexia no câncer e que outros mecanismos de regulação do apetite seriam mais importantes na vigência de neoplasias, como a via dos eicosanóides e do óxido nítrico.

Os camundongos adultos foram tratados antes e depois da implantação do tumor tipo MCG 101. Forneceram-se desipramina, imipramina, para-chloropheylalanine, ciproheptadina e citalopram em doses que causariam alteração do apetite e conseqüente modificação do peso corporal em animais normais. O grupo controle foi tratado da mesma maneira, porém não tinha o tumor. Foram analisadas as alterações na composição corporal e ingestão alimentar. Foram coletadas amostras do plasma, por punção cardíaca, para análise de prostaglandina E2 e interleucina-6, pois são citocinas que estão normalmente elevadas na anorexia do câncer.

Com esse tratamento não se verificou diminuição na concentração plasmática da prostaglandina E2 e interleucina-6 nos animais com câncer. “Portanto, é a modificação dos diversos componentes que participam da regulação do controle do apetite, presentes nos mecanismos psicológico, neural, humoral e gastrointestinal, que pode levar a anorexia”, explicam os autores.

Referência (s)

Wang W, Danielsson A, Svanberg E, et al. Lack of effects by tricyclic antidepressant and serotonin inhibitors on anorexia in MCG 101 tumor-bearing mice with eicosanoid-related cachexia. Nutrition. 2003;19(1):47-53.

Leia também