fbpx


TCM X TCL Quais as diferenças na metabolização de triglicérides de cadeia média (TCM) ou longa (TCL)?

Postado em 19 de março de 2003

The metabolic response to intravenous medium-chain triglycerides in infants after surgery.
Donnell SC, Lloyd DA, Eaton S, Pierro A. J Pediatr 2002;141(5):689-94.

OBJETIVO. Determinar se a administração da mistura de uma emulsão de gordura com triglicérides de cadeia média (TCM) e triglicérides de cadeia longa (TCL) pode aumentar a cascata de oxidação de gordura e se a entrada de carboidratos pode influenciar nesta rede de oxidação. DELINEAMENTO DO ESTUDO. Bebês estáveis que receberam nutrição parenteral total foram estudados após cirurgia. A liberação dos gases respiratórios foi medida pela calorimetria indireta e a excreção de nitrogênio urinário, pelo micrométodo de Kjeldahl. A gordura intravenosa (4 g/kg/dia) foi considerada ou como uma emulsão de gordura pura de TCL ou como uma emulsão de gordura 50%/50% de TCM/TCL. A administração de carboidrato foi “alta” (15 g/kg/dia) ou ‘baixa’ (10 g/kg/dia). Foram estudados quatro grupos de pacientes: Grupo 1 = TCL e alta taxa de carboidrato; Grupo 2 = TCL e baixa quantidade de carboidrato; Grupo 3 = TCM/TCL com alta taxa de carboidrato; Grupo 4 = TCM/TCL e baixo teor de carboidrato. RESULTADOS. Na administração de 15 g/kg/dia de carboidratos, as calorias disponíveis da glicose excederam as medidas para gasto de energia em repouso (GER) e nenhuma diferença foi observada tanto no gasto de energia quanto na cascata de oxidação de gordura entre pacientes que receberam emulsões de gordura LCT e MCT/LCT. Contudo, na tomada de 10 g/kg/dia de carboidrato, quando as calorias de glicose estiveram menores do que o REE, a cascata de oxidação de gordura foi significativamente maior em pacientes que receberam TCM/TCL (média: 1,94; variação: 1,05-2,24 g/kg/dia) quando comparada a pacientes que receberam TCL (média: 0,60; variação: -0,09 a 1,35; p =0,03). CONCLUSÃO. Considerando que as calorias de carboidratos não excedem o GER, a reposição parcial de TCL por TCM em emulsões intravenosas de gordura pode aumentar a cascata de oxidação de gordura em bebês após cirurgia.

Metabolic effects in neonates receiving intravenous medium-chain triglycerides. Angsten G, Boberg M, Cederblad G, Meurling S, Stiernstrom H. Acta Paediatr 2002;91(2):188-97.

Os efeitos de duas emulsões lipídicas, uma com 50% de triglicérides de cadeia média (TCM) e 50% triglicérides de cadeia longa (TCL) e outra, utilizada como controle, apenas com TCL, foram analisados com relação ao metabolismo lipídico e de carnitina e ao quociente respiratório quando administradas a neonatos após grande cirurgia durante um curto período de nutrição parenteral total. Cada grupo incluiu 10 neonatos e todos toleraram bem a nutrição parenteral total. O conteúdo relativo de ácido linoléico e ácido alfa-linoléico aumentou em todos os ésteres lipídicos no plasma e no tecido adiposo em ambos os grupos, indicando que o conteúdo destes ácidos graxos é suficiente mesmo na emulsão de triglicérides de cadeia média. A concentração sérica de cetonas esteve dentro dos limites normais. Os índices de ácidos graxos livres no plasma não aumentaram em nenhum dos grupos. A concentração sérica de carnitina total diminuiu em ambos os grupos mas a distribuição de carnitina livre e de acilcarnitina não apresentoiu alterações. A carnitina total no músculo não apresentou mudanças significativas mas a razão entre acilcarnitina e carnitina livre apresentou tendências para aumento no músculo no grupo de tratamento, provavelmente um efeito da suplementação de TCM. CONCLUSÕES. Os dois grupos mostraram as mesmas características para o ácido graxo no plasma e no tecido adiposo e o mesmo quociente respiratório durante o período de tratamento. Com relação ao status da carnitina, as mesmas alterações foram observadas essencialmente para ambos os grupos.

Effects of medium-chain and long-chain triacylglycerols in pediatric surgical patients.
Lai H, Chen W. Nutrition 2000 Jun;16(6):401-6

Triglicérides de cadeia média (TCM) mostraram-se como melhor suporte nutricional do que triglicérides de cadeia longa (TCL). Este estudo compara a eficácia do TCM combinado com TCL e TCL isolado em pacientes pediátricos com estresse cirúrgico. Em um estudo randomizado, dois grupos de pacientes (n = 19 em cada um deles) receberam quantidades equivalentes de glicose (12 g/kg/dia) e aminoácidos (2 g/kg/dia), mas um grupo recebeu 10% de TCM/TCL (Lipofundin) e o outro recebeu 10% de TCL (1,5 g/kg/dia). A nutrição parenteral total (NPT) foi administrada durante 14 dias. Foram coletadas amostras de sangue e urina antes e após a administração da NPT para a determinação de vários parâmetros bioquímicos. A calorimetria indireta foi também realizada para determinar os quocientes respiratórios e a utilização de combustível. Após 14 dias de TNP no grupo TCM/TCL, observou-se um aumento significativo da porcentagem de linfócitos no sangue, uma diminuição nos índices de aminotransferase asparato sérica e da bilirrubina direta e total (p < 0,05). Estas alterações não foram observadas no grupo TCL. Observou-se um equilíbrio significativamente melhor de nitrogênio e maior citogênese no dia 3 no grupo TCM/TCL. O grupo TCM/TCL mostrou um acentuado aumento da utilização de gordura quando comparado ao grupo TCL, enquanto a oxidação do carboidrato mostrou-se menor no grupo TCM/TCL do que no grupo TCL (p < 0,05). Em crianças após cirurgia, a emulsão TCM/TCL possui mais reservas de proteínas e induz a uma melhor resposta imune quando comparada à emulsão lipídica contendo TCL. Um regime de NPT contendo TCL/TCL é o mais indicado por resultar na rápida oxidação de ácidos graxos sem comprometer o sistema respiratório.

COMENTÁRIOS

Os triglicerídeos ou triglicérides de cadeia média (TCM) nas emulsões lipídicas são utilizados por serem mais rapidamente metabolizados, pois são hidrolisados em gorduras ácidas de cadeia média (GACM) por uma grande quantidade de enzimas lipolíticas do endotélio capilar. Estas gorduras ácidas são mais solúveis no plasma e são transportadas ligadas à albumina. O trabalho de Lai e Chen, de Taiwan, trazido pela Newsletter Nutritotal de hoje, mostrou que as emulsões lipídicas contendo TCM trazem menores complicações hepáticas e imunes.

No fígado, o transporte através da membrana mitocondrial para a beta-oxidação não necessita de carnitina. Estas gorduras também podem ser metabolizadas em outros tecidos, porém por mecanismos dependentes de carnitina, como ilustrado no trabalho dos suecos Agsten e equipe.

Ao término da oxidação, com produção de energia, gás carbônico (CO2) ou cetonas, essas gorduras podem ser tóxicas ou causar acidose em altas concentrações. No trabalho dos ingleses Donnell e colegas, observa-se que a produção de gorduras ácidas do metabolismo de emulsões com TCM relaciona-se com a oferta energética insuficiente de carboidratos.

Leitura adicional

1. Rubin M, Harell D, Naor N, Moser A, Wielunsky E, Merlob P, et al. Lipid infusion with defferent triglycerides cores (long-chain x medium-chain/long-chain triglycerides): effect on plasma lipids and bilirrubin binding in premature infants. JPEN J Parenter Enteral Nutr:1991; 15:642-6.
2. Borum PR, Medium-chain triglycerides in formula for preterm neonates: implications for hepatic and extrahepatic metabolism. J Pediatr 1992; 120(4 Pt 2):S139-45.
3. Rebouche CJ, Panagides DD, Nelson SE. Role of carnitine in utilization of dietary medium-chain triglycerides by term infants. Am J Clin Nutr 1990:52: 820
-824

Por: Dra. Wylma Hossaka
Médica pediatra do Grupo de Apoio Nutricional Enteral e Parenteral (Ganep), especialista pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

Assine nossa newsletter: