fbpx

Beber certos tipos de chá pode reduzir o risco de Alzheimer, diz estudo

Postado em 22 de agosto de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Veja os benefícios que a bebida pode oferecer para sua saúde mental

Mulher tomando chá

A ciência vem revelando cada vez mais os benefícios dos chás | Imagem: Freepik

Se você tem o hábito de tomar uma xícara de chá diariamente, saiba que você pode estar colaborando com a sua saúde cerebral. Isso porque um estudo publicado no periódico Neurology identificou que os flavonoides, que são substâncias presentes em alguns tipos de chás, podem ajudar a reduzir o risco de Alzheimer.

O estudo foi feito com 921 participantes que completaram avaliações neurológicas anuais e realizaram avaliações dietéticas usando um questionário de frequência alimentar. Ao decorrer do estudo, 220 participantes desenvolveram sintomas da doença de Alzheimer.

Mas o que chamou a atenção foi que os participantes com maior consumo de flavonoides na alimentação apresentaram maiores níveis de educação e maior participação em atividades físicas e cognitivas, sugerindo que uma alta ingestão desses componentes na dieta pode estar associada a um risco menor de desenvolver doenças cerebrais.

O poder do chá verde contra o Alzheimer

Dentre os chás ricos em flavonoides, alguns se destacam por sua grande quantidade da substância. Pode-se citar como exemplo o chá verde. Um artigo de revisão do periódico Nutrients mostrou que a alta quantidade de flavonoides da bebida é capaz de oferecer vários benefícios ao cérebro.

Dentre eles, é possível citar uma grande quantidade de antioxidantes por conta das catequinas, uma redução na inflamação cerebral, uma inibição de placas celulares comuns da doença de Alzheimer e uma manutenção saudável dos vasos sanguíneos.

Mas vale lembrar que ainda são necessários mais estudos para entender o que há por trás desses benefícios. Por isso, consulte um nutricionista para te ajudar com seu plano alimentar específico.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Thomas M. et al. Dietary flavonols and risk of Alzheimer dementia. Neurology, 2020.

Saki K. et al. Green Tea Intake and Risks for Dementia, Alzheimer’s Disease, Mild Cognitive Impairment, and Cognitive Impairment: A Systematic Review. Nutrients, 2019.

Leia também



Assine nossa newsletter: