fbpx


Conheça os benefícios do ginseng

Postado em 17 de junho de 2020 | Autor: Sula de Camargo

retrato de sula camargo

Sula de Camargo* é nutricionista

Nesta coluna vamos falar a respeito das raízes da Panax ginseng, uma planta muito estudada e utilizada no mundo inteiro, sendo conhecida popularmente como ginseng-coreano ou ginseng-coreano-vermelho.

Originária da China, tornou-se popular na Coreia do Sul pois apresentou melhores condições de cultivo, fornecendo assim uma produção de excelente qualidade na região.

Curiosamente, a palavra Panax deriva do grego e significa “cura total”. E a principal parte da planta usada medicinalmente é a raiz, mas outras partes têm sido estudadas, como a folha, a flor e o rizoma.

Usos fitoterápicos

O ginseng é conhecido como um adaptogênico e imunomodular, auxilia o organismo a se adaptar a situações estressantes e a se reajustar, protegendo-o contra diversas doenças, não apenas infecciosas.

Mas em tempos de pandemia por coronavírus, é importante destacar que não há nenhum estudo científico que comprove proteção específica do ginseng contra Covid-19.

A raiz também pode ajudar a regular o eixo HPA (hipotálamo/pituitária/adrenal), famoso em situações de estresse e fadiga. Nessas condições, o eixo fica desequilibrado e há liberação excessiva do hormônio cortisol que, se muito elevado, pode prejudicar a imunidade.

Daí vale lembrar dos conselhos de mães e avós que devemos controlar o estresse, senão a chance de adoecer é maior, e isso procede!

Benefícios do ginseng: auxílio cerebral

Sendo assim, para garantir uma boa saúde devemos nos preocupar com corpo, mente e espírito. E o ginseng pode dar uma forcinha nos dois primeiros!

Em boa parte dos casos, alguns benefícios do consumo de ginseng são associados a maior disposição para a vida, melhor qualidade do sono, maior capacidade de memorização e aprendizado. Esses últimos, inclusive, são impulsionados pela melhora da circulação cerebral.

E falando em cérebro, alguns estudos em animais mostram que o ginseng pode apresentar uma atividade neuroprotetora, especialmente em distúrbios relacionados ao envelhecimento como doença de Alzheimer e Parkinson.

Outros usos

Ainda em estudos animais, a planta parece proteger o fígado contra agressões (hepatoproteção) e controlar a inflamação em doenças intestinais e em artrite reumatoide.

Estudos em humanos têm investigado seu potencial no tratamento da depressão, na alopecia areata e androgenética, com resultados promissores na melhora dos sintomas depressivos, no aumento de densidade e na espessura dos fios, respectivamente. Mas as pesquisas precisam avançar.

No diabetes, regula melhor os níveis de glicemia e secreção de insulina e controle do estresse oxidativo. Na obesidade, tem sido estudada e foram identificadas propriedades lipolítica e termogênica. Mas é preciso ter calma, pois ainda não sabemos se em seres humanos há contribuição no emagrecimento!

Sob alerta

O consumo não é recomendado para mulheres grávidas, que estão amamentando, nem para quem faz uso de medicações ou tem alguma doença. E as doses e forma de apresentação do ginseng devem ser individualizadas e analisadas conforme o objetivo terapêutico.

É válido reforçar que não é porque é planta e que tem origem vegetal que o consumo é isento de riscos. E, se possível, procure um nutricionista para lhe dar as melhores orientações conforme suas necessidades e condições de saúde.

Para ler mais posts de fitoterapia, clique aqui.

 

*Sula de Camargo é nutricionista, docente e palestrante. Consultora técnica da Associação Brasileira de Nutrição (Asbran). @suladecamargo.

Referências bibliográficas:

Liu L et al. Traditional uses, chemical diversity and biological activities of Panax L. (Araliaceae): A review. Journal of Ethnopharmacology. 2020. doi: 10.1016/j.jep.2020.112792.

Jin Y et al. Mechanisms of Panax ginseng action as an antidepressant. Cell Proliferation. 2019;52:e12696.

Jakopin Z. Risks associated with fat burners: A toxicological perspective. Food Chem Toxicol. 2019;123:205-224.

Alonso J. Tratado de fitofármaco e nutracêutico. 1 ed. São Paulo: AC Farmacêutica; 2016.

Park GH et al. Red Ginseng Extract Promotes the Hair Growth in Cultured Human Hair Follicles. J  Med Food. 2015; 18(3): 354–362.

Jae-Hwan K et al. Study of the Efficacy of Korean Red Ginseng in the Treatment of Androgenic Alopecia. Journal of ginseng research. 2009; 33(3).

-

Assine nossa newsletter: