fbpx


A melhor receita de pamonha assada salgada

Postado em 9 de fevereiro de 2021 | Autor: Redação Nutritotal

Versão é leve e de preparo fácil

De origem indígena, a pamonha vem da palavra tupi pa’muñã, que significa “pegajoso” – apelido conquistado graças à sua consistência. Uma iguaria brasileira, é presença garantida nas mesas de festa junina ou nos carros de som que anunciam a venda do quitute em versão caseira e fresquinha. Mas não é preciso esperar a passagem do vendedor ou até o mês de junho para provar essa delícia. E se a ideia é um preparo mais prático, sem precisar descascar o milho ou envolver o quitute na palha, dá para fazer uma receita de pamonha assada salgada em casa, muito bem-vinda para acompanhar aquele cafezinho no meio da tarde!

A nutricionista Ana Carolina Vicedomini ensina como a seguir. Logo depois do passo a passo, você ainda confere as propriedades do milho verde, ingrediente principal da pamonha que fazem dela um preparo também bastante nutritivo!

Receita de pamonha assada salgada

Pamonha assada salgada

Na versão assada, preparo ganha aspecto de bolo | Imagem: Freepik

Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 45 min.

Ingredientes:

  • 2 latas de milho (sem conserva)
  • ½ xíc. (chá) de leite
  • 1 copo de requeijão
  • 4 ovos
  • 1 xíc. (chá) de queijo minas padrão
  • Sal (a gosto)

Modo de preparo:

  1. Bata no liquidificador o milho com o leite até obter uma mistura cremosa.
  2. Passe por uma peneira para retirar todo o suco de milho.
  3. Volte o suco para o liquidificador, e acrescente o requeijão, os ovos, o queijo e bata bem.
  4. Coloque em uma forma de no máximo 15 cm untada, forrada com papel-manteiga, untada novamente e enfarinhada.
  5. Leve para o forno preaquecido a 200 °C por cerca de 30 minutos ou até fazer o teste do palito e sair limpo.

Cereal nutritivo

A base da pamonha é o milho verde, um alimento que, segundo um estudo publicado no periódico Cogent Food & Agriculture, é rico em compostos fitoquímicos que podem ajudar na prevenção de doenças crônicas. Além disso, o milho possui amido resistente, que reduz o risco de complicações relacionadas à obesidade. Porém, é preciso ter cuidado para não exagerar no consumo.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Ana Carolina Vicedomini é nutricionista pós-graduada em Terapia Nutricional e Nutrição Clínica pelo Ganep Educação, mestranda em Ciências em Gastroenterologia com ênfase em composição corporal do idoso na Faculdade de Medicina da USP e tutora do Ganep Educação. É também colunista convidada do Nutritotal Público Geral e tem em sua trajetória a área clínica hospitalar, atendimento em homecare e consultório. Acredita que a nutrição através da alimentação é importante para promoção da saúde e da qualidade de vida!

Tajamul R. et al. Maize—A potential source of human nutrition and health: A review. Cogent Food & Agriculture, 2015.



Assine nossa newsletter: