fbpx

10 alimentos que estão na dieta que protege o coração

Postado em 4 de fevereiro de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Algumas frutas, verduras e sementes - além de um doce que todo mundo ama - são grandes aliados contra doenças cardiovasculares

Para afastar o risco de infarto, angina ou arritmia cardíaca e manter o seu coração saudável e protegido, é preciso manter bons hábitos. Praticar exercícios físicos, parar de fumar e ter uma boa noite de sono são algumas das atitudes benéficas, porém, o que você come também está diretamente ligado à saúde cardíaca. Confira agora os dez alimentos que não podem faltar na sua dieta do coração:

A dieta do coração

Estudos vêm demonstrando o poder desses alimentos na redução de substâncias ruins no organismo, protegendo contra doenças cardíacas.

Prato em formato de coração com alimentos saudáveis dentro, em cima de mesa com frequência de batimentos cardíacos desenhada.

O coração merece um prato equilibrado | Imagem: Shutterstock

1. Abacate

A fruta, que pode ser consumida em preparos doces ou salgados, é uma excelente fonte de gorduras monoinsaturadas, aquelas do tipo saudável ​​e que têm sido associadas à redução de colesterol ruim (LDL) no sangue e ao menor risco de doença cardíaca, quando consumida com moderação.

2. Alho

O tempero é usado há tempos como um remédio natural para tratar uma variedade de doenças. Mas, nos últimos anos, diversas pesquisas além de confirmarem suas propriedades medicinais, descobriram também que o alho pode ajudar a melhorar a saúde do coração, graças à presença de um composto chamado alicina, capaz de auxiliar na redução da pressão arterial.

3. Azeite

O óleo proveniente das olivas faz parte da dieta mediterrânea, considerada uma das mais eficazes para tratar o coração. O líquido é rico em ácidos graxos monoinsaturados, e muitos estudos associaram esse nutriente a melhorias na saúde cardiovascular: uma ingestão maior de azeite reduz em 48% o risco de morrer de doença cardíaca.

4. Chá verde

A bebida traz uma série de vantagens para a saúde de modo geral, desde o aumento da queima de gordura até a melhora da sensibilidade à insulina. E por conter polifenóis e catequinas, que podem atuar como antioxidantes para prevenir danos às células, é capaz de reduzir a inflamação e proteger o coração.

5. Chocolate amargo

Boa notícia: o chocolate faz parte da dieta do coração! A versão amarga é rica em antioxidantes como os flavonoides, benéficos à saúde cardiovascular. Um estudo mostrou que aqueles que comiam chocolate amargo moderadamente (cerca de dois pedaços do tablete), pelo menos cinco vezes por semana, tinham um risco 57% menor de doença coronariana do que os que não comiam chocolate.

6. Espinafre

A verdura preferida do marinheiro Popeye faz parte de um seleto grupo de protetores cardiovasculares, ao lado da couve e da folha de mostarda. Rico em vitamina K, antioxidantes e minerais, o espinafre é capaz de proteger as artérias e promover uma coagulação adequada do sangue. Em 2016, ao comparar os dados de vários estudos sobre o consumo de folhas e vegetais verdes, o pesquisador Richard Lee Pollock constatou que manter esse hábito estava associado a uma incidência até 16% menor de desenvolvimento de doenças cardíacas.

7. Feijão

Amado pelos brasileiros, o grão possui um amido resistente, que sobrevive durante a digestão e é fermentado pelas bactérias benéficas do intestino. Esse mesmo amido pode melhorar a saúde do coração, diminuindo os níveis sanguíneos de triglicerídeos e LDL.

8. Frutas vermelhas

Além da coloração, o que a framboesa, o morango e a amora têm em comum? Elas podem prevenir doenças cardíacas em pessoas saudáveis. Por serem ricas em antioxidantes como as antocianinas, elas são capazes de proteger o corpo contra o estresse e a inflamação, duas das causas para o desenvolvimento de enfermidades cardíacas.

9. Nozes

Essas pequenas frutas são uma grande fonte de fibras e micronutrientes como magnésio, cobre e manganês. Pesquisas mostram que incorporar algumas porções de nozes em sua dieta pode ajudar a proteger contra doenças cardíacas e a reduzir o colesterol LDL.

10. Tomate

O tomate possui licopeno, um pigmento natural com poderosas propriedades antioxidantes, que ajudam a neutralizar os radicais livres, prevenindo o dano oxidativo e a inflamação, que por sua vez, podem contribuir para doenças cardíacas.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas

Basu A et. Strawberries decrease atherosclerotic markers in subjects with metabolic syndrome. Nutr. Res., 2010.

Pollock, Richard Lee. The effect of green leafy and cruciferous vegetable intake on the incidence of cardiovascular disease: A meta-analysis. JRMS Cardiovas. Dis., 2016.

Wang L, Bordi PL, Fleming JA, Hill AM, Kris-Etherton PM. Effect of a moderate fat diet with and without avocados on lipoprotein particle number, size and subclasses in overweight and obese adults: a randomized, controlled trial. Journal American Heart Association, 2015.

Kris-Etherton PM. Walnuts decrease risk of cardiovascular disease: a summary of efficacy and biologic mechanisms. J. Nutr., 2014.

Djoussé L, Hopkins PN, North KE, Pankow JS, Arnett DK, Ellison RC. Chocolate consumption is inversely associated with prevalent coronary heart disease the National Heart, Lung, and Blood Institute Family Heart Study. Clin Nutr, 2011

Story EN, Kopec RE, Schwartz SJ, Harris GK. An Update on the Health Effects of Tomato Lycopene. Annu Rev Food Sci Technol., 2010.

Ashraf  R, Khan RA, Ashraf  I, Qureshi AA. Effects of Allium sativum (garlic) on systolic and diastolic blood pressure in patients with essential hypertension. Pak J Pharm Sci, 2013.

BMC Medicine. Olive oil intake and risk of cardiovascular disease and mortality. 2014.

Leia também