fbpx


Como acabar com o ciclo da recusa alimentar

Postado em 9 de outubro de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Bebês e crianças podem rejeitar alimentos quando estão conhecendo novos sabores pela primeira vez

Incentivar as crianças a comer de maneira saudável é uma atitude que, muitas vezes, pode soar como impossível. Especialmente nos primeiros anos de vida, muitos se recusam a conhecer novos alimentos, especialmente aqueles que estão em fase de introdução alimentar – podem acabar passando pelo chamado ciclo da recusa alimentar.

De acordo com um estudo publicado pelo periódico Science Alert, a alimentação é muito importante para o crescimento e desenvolvimento das crianças, e por meio de análises, foi possível notar que a recusa alimentar dos filhos pode ser decorrente de práticas alimentares inadequadas das mães. Portanto, os cientistas dizem que quanto mais precocemente forem instigadas práticas alimentares adequadas, menos frequente será a recusa alimentar das crianças.

E para lidar com essa recusa alimentar, algumas dicas podem ajudar. Confira as orientações de acordo com o Guia alimentar para crianças menores de 2 anos do Ministério da Saúde:

Como acabar com o ciclo de recusa alimentar?

Veja quatro dicas:

Bebê recebendo papinha na colher, mas com expressão de recusa.

O ciclo da recusa alimentar é comum quando os pequenos estão conhecendo os alimentos | Imagem: Freepik

Em poucas quantidades

Em primeiro lugar, coloque no prato apenas pequenas quantidades dos alimentos. Segundo o Ministério da Saúde, eles devem estar separados e bem amassados com garfo, e não liquidificados nem peneirados para crianças a partir dos seis meses de vida. No caso de alimentos crus, como frutas e alguns legumes, podem ser raspados, ralados ou amassados.

Tempo é necessário

Se seu filho recusar algum alimento, espere alguns dias e volte a oferecê-lo, junto com alimentos que ele já gosta, ou então mude a forma de preparo. Se, por exemplo, ele não gostar de purê de abóbora, tente oferecer a versão em cubos. Caso ainda recuse, tente dar fatias, e assim por diante.

Comida mais úmida

Se a refeição for um pouquinho seca, facilite colocando caldo de feijão, azeite, caldo de legumes naturais, entre outros. De acordo com o Ministério da Saúde, preparações úmidas são mais facilmente aceitas, já que a mastigação ainda está sendo desenvolvida.

Incentive a autonomia

Conforme a criança for crescendo, ofereça alguns alimentos em pedaços que ela possa pegar com as próprias mãos e tentar comer sozinha. A partir de um ano, estimule seu filho a tentar comer sem ajuda, estabelecendo um ambiente tranquilo e sem dispositivos eletrônicos ligados.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Hizni A. et al. Feeding Practices and Frequency of Food Refusal in Children. Science Alert, 2019.

Guia Alimentar para Crianças Menores de 2 Anos. Ministério da Saúde, 2018.

-

Assine nossa newsletter: