Conheça a dieta da serotonina, que promete trazer mais felicidade

Postado em 20 de maio de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

O cardápio prioriza os alimentos ricos em triptofano, um aminoácido que ajuda no combate à depressão. Mas será que ele também tem sido eficaz na hora de evitar o mau humor?

Uma boa refeição costuma nos deixar felizes. Ao consumir determinados alimentos, o organismo libera componentes como a serotonina, que ajuda o corpo a ter uma sensação de bem-estar constante. Por conta disso, há pessoas que estão adotando a dieta da serotonina, também conhecida como dieta da felicidade, visando melhorar o humor do dia a dia.

Mas será que esse tipo de alimentação funciona? De acordo com um levantamento feito na Universidade de Dakota do Norte (EUA), os resultados de estudos que relacionam o alto consumo de alimentos ricos em triptofano (que, por consequência, liberam a serotonina) ainda são inconclusivos.

Também segundo o levantamento, esses dados até se dividem ao comparar os efeitos causados no humor e na ansiedade pela dieta da serotonina.

Para saber mais sobre o que a ciência tem revelado, confira alguns mitos e verdades sobre essa alimentação e entenda melhor quais efeitos ela pode causar no organismo.

Dieta da serotonina: o que é verdade e o que não é

Mulher feliz com bowl de comida na mão

Alguns alimentos auxiliam na liberação de serotonina | Imagem: Shutterstock

Cientistas estão desvendando os efeitos que os alimentos ricos em triptofano provocam no humor e na saúde

Alimentos com triptofano podem ajudar a evitar a depressão

Verdade. Os resultados de um estudo da Universidade de Dakota do Norte apontaram que quando os indivíduos consumiram alimentos com níveis mais altos de triptofano (como queijo muçarela, produtos de soja, sementes de abóbora e clara de ovo), houve significativamente menos casos de depressão e ansiedade. Por outro lado, sintomas de depressão aumentavam quando  esse mesmo grupo aderia uma dieta com menores níveis da substância (ingerindo, por exemplo, queijos com baixo teor de gordura).

Suplementar triptofano produz o mesmo efeito que consumir alimentos naturais com o nutriente

Mito. De acordo com mesmo estudo, a maioria das pesquisas existentes usando a suplementação de triptofano em forma de pó, comprimidos ou cápsulas não produz os mesmos efeitos da dieta por si só para uma possível prevenção de depressão ou ansiedade ou melhora no humor.

Porém, os mesmos cientistas ressaltam a necessidade de mais estudos para se chegar a uma conclusão definitiva a respeito do uso dessa suplementação.

A dieta da serotonina nos faz ficar de bom humor…

Verdade. O bom humor pode ser intensificado com o consumo de alimentos ricos em triptofano, que liberem as reações em cadeia da serotonina, um neurotransmissor diretamente ligado ao nosso bem-estar.

… e também é capaz de afastar o mau humor.

Mito. Apesar de a serotonina ajudar a intensificar o bom humor, não foram encontradas evidências cientificas suficientes de que o triptofano e a serotonina podem ter o efeito de evitar o aparecimento do mau humor. O que os cientistas constataram é que o maior consumo de alimentos ricos em triptofano foi associado à uma menor irritabilidade.

A falta de serotonina pode prejudicar as funções cerebrais

Verdade. A Escola de Ciências Médicas de Melbourne, na Austrália, divulgou um estudo em que, ao analisarem a serotonina empobrecida em um corpo, perceberam que ela pode provocar deficiências cognitivas importantes, como déficits no raciocínio verbal e na memória.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Lindseth G. et al. The Effects of Dietary Tryptophan on Affective Disorders. University of North Dakota, 2016.

My Food Data, 2019.

Feijó F. et al. Serotonina e controle hipotalâmico da fome: uma revisão. UFRGS, 2010.

Trisha A. Jenkins.Influence of Tryptophan and Serotonin on Mood and Cognition with a Possible Role of the Gut-Brain Axis. School of Medical Sciences, Melbourne, 2016.