A bebida típica da dieta nórdica

Postado em 7 de fevereiro de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Aprenda a preparar um smoothie com iogurte e frutas silvestres. Além de saborosa, a receita é rica em antioxidantes

Nos países nórdicos, como a Noruega, a Suécia, a Finlândia e a Islândia, a qualidade de vida figura entre os índices mais altos, assim como a expectativa de vida e o índice de desenvolvimento humano (IDH). Claro que por trás desses fatores estão elementos externos, políticos, econômicos e geográficos, mas um hábito que parte da população mantém desde a época dos vikings é seguir uma dieta equilibrada. Mais precisamente, a conhecida pelo resto do mundo como dieta nórdica.

Embora tradicional, esse tipo de alimentação não se trata de comer um arenque cru com as mãos nem nada parecido com tempos antigos, mas sim, ter uma base alimentar variada e com restrições pontuais. A dieta nórdica, aliás, se assemelha à dieta mediterrânea, ambas sendo ricas em frutas, legumes, vegetais, grãos e cereais, e evitando o consumo de doces e industrializados.

Quanto à proteína, o consumo de peixes é maior, porém, outro tipos de carne também são consumidos, sempre com moderação. A grande diferença entre as dietas nórdica e mediterrânea está no óleo usado para cozinhar e temperar alimentos. A primeira utiliza o óleo de canola, enquanto a segunda prioriza o azeite de oliva.

Dieta nórdica tem benefícios de sobra

Um estudo divulgado em 2018 apontou que a dieta nórdica possui propriedades capazes de diminuir a incidência de infarto do miocárdio na população geral e de acidente vascular cerebral (AVC) em homens.

Além disso, ela protege contra a síndrome metabólica, um conjunto de sintomas no corpo que incluem taxas de glicose, colesterol e triglicérides elevadas no sangue, e que aumentam o risco de doenças cardíacas e diabetes. Descobriu- se ainda que a dieta nórdica reduz a inflamação no tecido adiposo, mais um ganho na luta contra a obesidade.

No dia a dia, o cardápio da dieta nórdica inclui variações de pratos já conhecidos pelos brasileiros. Um exemplo é colocar nozes e abobrinha ralada junto ao omelete, ou fazer um müesli com aveia e outros cereais integrais para qualquer hora do dia, inclusive o almoço e o jantar. Mas o menu europeu também inclui bebidas, e que tal aprender a preparar uma típica? A seguir, a nutricionista Andrea Esquivel ensina um clássico dessa dieta que leva muitas frutas silvestres, fontes de antioxidantes:

Imagem de smoothie com iogurte, típico da dieta nórdica. Pelas frutas vermelhas, tem tom rosado

Bebida é saudável e refrescante | Imagem: Shutterstock

Smoothie com iogurte

Tempo de preparo: 5 minutos
Rendimento:
1 porção
Dificuldade: Fácil

Ingredientes
1 col. (sopa) de framboesas
1 col. (sopa) de amoras
2 col. (sopa) de blueberries
1 col. (sopa) de morangos
170 g de iogurte natural
1 col. (sopa) de mel
Granola ou müesli para acompanhar

 

Modo de preparo

  1. Bata todos os ingredientes no liquidificador.
  2. Tome em seguida ou sirva em um pote com granola por cima.
  3. Se desejar, pode substituir o mel por stévia em gotas ou em pó.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas

Galbete, Cecilia et. Nordic diet, Mediterranean diet, and the risk of chronic diseases: the EPIC-Potsdam study. BMC Med, 2018.

Consultoria e receita da nutricionista Andrea Esquivel.

Leia também