fbpx


Conheça os alimentos anti-inflamatórios que atuam contra a depressão

Postado em 12 de dezembro de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Uma boa alimentação pode minimizar os transtornos causados pela doença

Você provavelmente conhece alguém que, quando está com muita fome, muda o humor drasticamente. Ou então alguém que fica nas nuvens após comer um pedaço de bolo ou um prato caseiro. Essa relação entre a saciedade e a felicidade, de fato, tem um fundo de verdade. A explicação está na função dos alimentos: eles servem como fonte de combustível para todo o corpo, até mesmo para o cérebro e, assim, impactam no bem-estar social e nas emoções que sentimos. É por isso, também, que os alimentos podem ser aliados contra a depressão.

Mais precisamente, ingredientes anti-inflamatórios podem minimizar transtornos depressivos. A descoberta foi feita por um estudo de revisão publicado pelo periódico Clinical Nutrition. Veja, a seguir, o que os pesquisadores observaram.

Mulher comendo macarrão à beira-mar

Imagem: Freepik

Alimentos contra depressão

Os cientistas compararam os resultados de 11 estudos, com um total de mais de 100 mil participantes com faixa etária entre 16-72 anos.

Na análise, foi possível identificar que houve uma associação significativa entre os grupos que seguiram uma dieta pró-inflamatória com o aumento do risco de diagnóstico de depressão. Ao mesmo tempo, aqueles que adotaram uma dieta anti-inflamatória apresentaram menos sintomas como mudanças de humor.

Alguns exemplos de alimentos que ajudam a evitar os sintomas da depressão são os ricos em triptofano, como sementes de abóbora, clara de ovo e produtos à base de soja, por exemplo. A nutricionista Michelle Barone fala mais sobre eles no vídeo a seguir:

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Katie T. et al. An anti-inflammatory diet as a potential intervention for depressive disorders: A systematic review and meta-analysis. Clinical Nutrition, 2019.

Assine nossa newsletter: