fbpx


Coentro é bom para quê? Conheça os nutrientes e curiosidades da especiaria

Postado em 16 de setembro de 2020

O coentro (Coriandrum sativum L.) é certamente um dos temperos mais utilizados pelos brasileiros, principalmente na região Nordeste, local em que é considerado um ingrediente quase que indispensável na cozinha do dia a dia. No entanto, não é uma planta típica do Brasil. Existem relatos de sua utilização na culinária romana e africana da região do mediterrâneo.

E coentro é bom para quê?

Dentre suas propriedades terapêuticas exploradas na Antiguidade, destacam-se o efeito antifúngico, antimicrobiano e analgésico. Alguns experimentos atuais têm evidenciado seu papel como um possível agente hipolipemiante (usado para o controle do colesterol), atuando também como antioxidante no combate aos radicais livres.

Apesar disso, os estudos sobre o tema são insuficientes para elucidar o real mecanismo e efeito desse vegetal no organismo, o que impossibilita sua aplicação na prática clínica. Além do mais, geralmente os benefícios só são apontados quando utilizados na forma de extrato ou concentrados.

Versatilidade na cozinha

Na gastronomia, o coentro confere frescor e toque especial às preparações, sendo usado para temperar uma ampla variedade de receitas, desde peixes e carnes vermelhas até sopas e saladas.

Mas, quando falamos de coentro, o assunto divide opiniões. Embora seu sabor seja de agrado de grande parte dos brasileiros, uma parcela significativa de pessoas tende a detestar o gosto do tempero.

A preferência ou aversão pelo coentro tem uma explicação científica. Conforme uma análise conduzida pelo pesquisador Nicholas Eriksson, existe um componente genético que pode determinar a percepção do gosto de sabão no coentro.

Aparentemente, a antipatia pela especiaria pode ser resultado de variantes genéticas nos receptores olfatórios, fazendo com que haja hipersensibilidade a uma substância chamada aldeído – que pode lembrar o gosto de sabão.

Essa variável genética não é fixa, podendo atingir até 17% em algumas populações. Entre os povos que são mais propensos a relatarem aversão pelo coentro, estão os orientais, europeus e afrodescendentes. Por outro lado, nativos da América Latina, Índia e Oriente Médio costumam fazer parte do grupo de amantes do tempero.

 

Quer aprender a usar coentro nas receitas? Este frango perfumado é temperado com a especiaria!

-

Assine nossa newsletter: