fbpx


Vitamina D e imunidade: uma relação comprovada

Postado em 15 de julho de 2020 | Autor: Roberta Lara

A vitamina D é um dos principais nutrientes envolvidos na imunidade e que merece atenção redobrada neste cenário mundial. Ela tem sido alvo de um número crescente de pesquisas nos últimos anos, evidenciando sua função além do metabolismo ósseo. Por atuar como pró-hormônio, essa vitamina apresenta interação com o sistema imunológico, devido à expressão do receptor de vitamina D em uma ampla variedade de tecidos corporais.

A principal fonte da vitamina D é por meio da produção nos tecidos da pele após a exposição à radiação ultravioleta B, presente no sol. A dieta, por sua vez, representa 20% do aporte, assumindo um papel de maior importância em idosos, pessoas institucionalizadas e habitantes de climas temperados.

Quando se fala em imunidade, destaca-se o papel da vitamina D, sobretudo na regulação das células de defesa, como os linfócitos, os neutrófilos e os monócitos. Em evidências atuais, sua função também é importante na redução do risco de infecções respiratórias, especialmente de origem viral.

O seu benefício pode ser atribuído, ainda, ao combate de danos pulmonares provocados por quadros inflamatórios. Já a sua carência pode ser um agravante significativo para reduzir as defesas imunológicas e potencializar os efeitos e sintomas associados a infecções. Cerca de 80% da população brasileira possui vitamina D abaixo de 20 ng/ml, considerado insuficiente.

E quanto ao Covid-19?

Em um recente estudo publicado em março de 2020, da Universidade de Turim, foram mostrados resultados de que os pacientes com Covid-19 apresentavam uma prevalência alta de deficiência de vitamina D.

Lembrando que o uso indiscriminado de vitamina D por suplementos não é indicado, é preciso ser realizado sob orientação por profissional especializado, uma vez que a prevenção do contágio do vírus é feita por isolamento social e práticas de higiene (lavar as mãos e usar álcool).

Contudo, é de extrema relevância ressaltar que algumas formas de aumentar os níveis de vitamina D se fazem necessárias para fortalecer o sistema imunológico em geral. Dentre elas, destaca-se principalmente a exposição ao sol pelo menos 20 minutos todos os dias, associadamente ao consumo frequente de peixes, leite, derivados e ovos, que possuem boa concentração do nutriente.

Outro alimento que pode ser incluído diariamente é o cogumelo. Um estudo (2013) mostrou que cogumelos expostos ao sol podem fornecer vitamina D em quantidades semelhantes a um suplemento. Uma porção exposta ao sol, por pelo menos 60 minutos, fornece cerca de 400 unidades de vitamina D, considerada uma boa proporção.

 

Referências bibliográficas:

EBADI, M; MONTANO-LOZA, A. Perspective: improving vitamin D status in the management of COVID-19. European Journal of Clinical Nutrition, publicado em maio de 2020.

BEARD, J. et al. Vitamin D and the anti-viral state. J Clin Virol., v. 50, n. 3, p. 194-200, mar. 2011.

JAKOVAC, H. COVID-19 and vitamin D—Is there a link and an opportunity for intervention? Am J Physiol Endocrinol Metab., v. 318, n. 5, may. 2020.

Keegan, Raphael-John H et al. Photobiology of vitamin D in mushrooms and its bioavailability in humans. Dermato-endocrinology vol. 5,1 (2013): 165-76.

-

Assine nossa newsletter: