fbpx


Comprovado: beber refrigerante todo dia pode resultar em diabetes

Postado em 29 de dezembro de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Quantidade de copos da bebida por semana também pode aumentar o risco

Doces, gasosos e geladinhos. Os refrigerantes possuem particularidades no sabor que agradam muita gente. Tanto é que, para acompanhar as refeições no dia a dia, há quem não abra mão de um copo bem cheio da bebida. Mas a prática pode não ser uma boa alternativa. Recentemente, um novo estudo publicado pelo periódico Nutrition Journal identificou que uma quantidade regular de consumo de refrigerante está relacionada à incidência de diabetes tipo 2 entre adultos.

Pois é. Apesar dos atrativos em termos de sabor, a velha história de que consumir refrigerante não contribui em nada com a saúde se mantém verdadeira. Na pesquisa, que trouxe novos dados reforçando essa afirmação, foram investigados quase 1.500 mexicanos, e as conclusões apontam para aquilo que todos precisam se convencer: refrigerante não é uma opção saudável de consumo.

Entenda melhor sobre o estudo e seus resultados a seguir.

Mão segurando garrafa de vidro de refrigerante com canudo

Imagem: Freepik

Consumo equivalente

Os cientistas investigaram os dados de 1.445 pessoas na região de Cuernavaca, no México. O consumo de refrigerantes foi avaliado por meio de um questionário de frequência alimentar. No total, foram encontrados 109 casos incidentes de diabetes tipo 2.

A taxa de diabetes variou de acordo com a quantidade de refrigerante ingerida. Um copo ou menos por semana foi equivalente a um índice de 7,6% na incidência da doença. Entre um e quatro copos por semana o número foi para 11%. Para aqueles que consumiram cinco ou mais copos por semana, a taxa subiu para 17,1%.

Com isso, os cientistas concluíram que o consumo de refrigerantes foi associado a um risco maior de diabetes tipo 2, e que quanto maior o consumo, maior a incidência da doença. Portanto, a ingestão desse tipo de bebida, se feita, precisa de moderação.

Refrigerante não contribui apenas com o diabetes

A ciência já conhece outros males que a bebida pode acarretar no organismo. Um dos principais problemas está na quantidade elevada de açúcar que esses produtos industrializados carregam, sem contar aditivos químicos totalmente dispensáveis ao nosso corpo, como os conservantes. E, por esses motivos, os refrigerantes estão na lista de alimentos que podem aumentar o risco de câncer e de gordura no fígado.

A boa notícia é que não é só nas prateleiras do mercado que você encontra bebidas refrescantes para acompanhar as refeições ou matar a sede em uma tarde quente. Reunindo ingredientes que você tem em casa, é possível preparar opções saudáveis e saborosas. É o caso dos sucos naturais de legumes e verduras ou até mesmo do iogurtinho caseiro. A saúde agradece!

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Leticia T. et al. Regular consumption of soft drinks is associated with type 2 diabetes incidence in Mexican adults: findings from a prospective cohort study. Nutrition Journal, 2020.

-

Assine nossa newsletter: