fbpx


6 alimentos proibidos na dieta durante a fase ativa da doença de Crohn

Postado em 31 de janeiro de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Manter um cardápio saudável é preciso, embora nem sempre seja fácil. Saiba agora o que cortar do cardápio de quem tem o diagnóstico

Dor abdominal, diarreia grave, fadiga, perda de peso e desnutrição estão entre os principais sintomas da fase ativa da doença de Crohn, uma doença inflamatória intestinal. Embora ainda não tenha cura, o paciente com a doença de Crohn pode controlar todos os desconfortos da inflamação com medicamentos anti-inflamatórios e imunossupressores. Durante a chamada fase de remissão, o paciente não apresenta inflamação intestinal, portanto, não sente as dores e desconfortos típicos da doença e não precisa de restrições alimentares (com exceção, claro, daqueles com intolerâncias e alergias diagnosticadas).

Mas a alimentação na doença de Crohn não é tão simples quanto parece. E, em sua fase ativa, quando os sintomas se fazem presente, todo cuidado com a dieta passa a ser prioridade. Certos alimentos e bebidas – até mesmo alguns considerados saudáveis! – podem agravar os sintomas e até desencadear uma crise. Para se prevenir dessas complicações maiores, listamos o que deve ser evitado ou ingerido com moderação durante a fase ativa da dieta da doença de Crohn. Confira:

A dieta da doença de Crohn

Seguindo uma alimentação balanceada e saudável é possível controlar as crises decorrentes da doença de Crohn e ter mais qualidade de vida.

Mesa com leite e derivados servidos

Laticínios devem ser substituídos | Imagem: Shutterstock

1. Limite o consumo de leite e seus derivados

A intolerância à lactose pode estar associada à doença de Crohn. Isso significa que ao ingerir alimentos que contenham esse açúcar, presente no leite e seus derivados, o paciente pode ter diarreia, dor abdominal e gases. Para controlar ou evitar uma crise, limite o consumo, ou até mesmo abandone de vez, leite, queijo, manteiga e derivados que contenham lactose. Como substitutos dessa fonte de cálcio priorize produtos sem lactose na sua composição, ou troque o leite por leite de soja e o queijo por tofu.

2. Evite alimentos fritos e gordurosos

A gordura da batata frita, a carne processada presente em um lanche e até mesmo o conservante de certos alimentos não são totalmente absorvidos pelo intestino do paciente com Crohn durante a fase ativa da doença, levando a sintomas como cólicas e diarreia. Nessa fase, ao escolher a composição de uma refeição, o ideal é preferir alimentos assados, grelhados ou cozidos no vapor e manter uma dieta saudável e equilibrada.

3. Cuidado com verduras e hortaliças

Embora sejam alimentos saudáveis, para pacientes com Crohn durante a fase ativa da doença verduras e hortaliças precisam ser restringidas da dieta. Como esses alimentos são ricas fontes de fibras, podem acabar por aumentar a velocidade do trânsito intestinal, o que piora ainda mais quadros de diarreia típicos dessa fase.

4. Prefira comida menos picante e mais natural

Alimentos apimentados e picantes podem ser a válvula para desencadear uma crise de dor. No entanto, essa reação é diferente de pessoa para pessoa. Por isso é importante o paciente identificar qual a reação ao ingerir comida com especiarias, como pimenta, gengibre, canela e curry. Se sentir qualquer irritação após o consumo, o ideal é optar por temperos feitos com ervas finas e pequenas quantidades de sucos cítricos.

5. Nada de açúcares não absorvíveis

Também chamados de álcool de açúcar, o sorbitol e o manitol podem ser encontrados em gomas e balas sem açúcar, além de sorvetes de algumas frutas. A ingestão pode causar diarreia, inchaço e gases. Então, mais uma vez, vale ler com atenção a lista de ingredientes antes de incluir os produtos na dieta da doença de Crohn.

6. Fruta, só se for sem casca

Uma maçã por dia pode trazer vários benefícios para a saúde, desde que seja consumida sem a casca! O mesmo vale para legumes, como o pepino. Apesar dos nutrientes presentes nessa parte do vegetal, pacientes com Crohn devem evitá-la, assim como a ingestão de frutas e vegetais crus, por aumentarem a chance de quadros de diarreia.

 

Este conteúdo não substitui a orientação com o especialista. Agenda uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Mayo Clinic, EUA. Acesso em 23 de Janeiro de 2019.

Diet, Nutrition, and Inflamatory Bowel Disease. Crohn’s & Colitis Foundation of America.

Nutritotal Pro. Acesso em 23 de Janeiro de 2019.

-

Assine nossa newsletter: