fbpx

Quais são as recomendações para suplementar ômega 3?

Postado em 13 de abril de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Descubra se você precisa, de fato, tomar esse suplemento

É comum vermos em comerciais na televisão anúncios de suplementos de ômega 3 em cápsulas, vendidos com a promessa de melhorar a saúde e disposição. À primeira vista, pode parecer que todo mundo precisa dessa suplementação, mas na verdade não é bem assim. Vale frisar que existe uma recomendação de ômega 3, de modo que nem todo mundo precisa suplementá-lo.

Um artigo de revisão da Universidade de Harvard, por exemplo, reuniu dados demonstrando que pessoas que estão com a saúde em dia e que consomem peixes de maneira regular, não precisam ingerir essa suplementação. Isso porque esses animais são fontes desse ácido graxo. Por outro lado, segundo o artigo, pessoas que não possuem o hábito de consumir peixes podem se enquadrar nos grupos com recomendação de suplementar ômega 3.

Veja, a seguir, outros grupos que podem precisar de suplementação e quais cuidados é preciso se atentar:

Grupos que podem ter recomendação de ômega 3

Primeiro vale lembrar que, antes de recorrer à suplementação, é fundamental consultar um profissional de saúde.

Cápsulas de ômega 3 em mesa, dentro de pote transparente e colher

Quem não consome peixes regularmente pode se beneficiar do suplemento desse ácido graxo | Imagem: Shutterstock

Gestantes

Um estudo postado pelo International Journal of Obstetrics and Gynaecology apontou que mulheres com gestações únicas e com baixo nível total de ômega 3 no início da gravidez têm um risco aumentado de parto prematuro e têm maior probabilidade de se beneficiar da suplementação com ômega 3 para reduzir esse risco.

Veja também: 4 benefícios do consumo de ômega 3 na gravidez

Ansiosos 

Uma pesquisa divulgada no periódico Brain, Behavior, and Immunity apontou que, após uma intervenção com o uso de suplementos do ômega 3, houve uma mudança de fatores pró-inflamatórios e, de maneira secundária, uma redução de 20% de nos sintomas de ansiedade. Porém, trata-se de um estudo preliminar, houve muita diferença de adesão entre os participantes e os pesquisadores ainda apontam que a suplementação de ômega 3 pode ter efeito na redução do problema em pessoas sem o diagnóstico de transtorno de ansiedade.

Bom para o coração também?

Uma pesquisa divulgada pelo Clinical Nutrition investigou se o consumo de suplementos de ômega 3 poderia estar relacionado à diminuição de doenças cardiovasculares. Como resultado, o uso de suplementação de ômega 3 pode estar associado a um menor risco de acidente vascular cerebral isquêmico não fatal, mas são necessários mais estudos para confirmar se a suplementação é protetora contra o AVC.

Fatores de compra

Segundo o artigo feito pela Universidade de Harvard, alguns itens importantes para se escolher um suplemento de ômega 3 incluem a indicação e acompanhamento de um profissional de saúde, a certificação do produto a ser comprado e que ele tenha a combinação de dois ácidos: o eicosapentaenóico (EPA) e o docosahexaenóico (DHA).

 

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Should you be taking an omega-3 supplement? Universidade de Harvard, 2019.

Janice KG. et al. Omega-3 supplementation lowers inflammation and anxiety in medical students: A randomized controlled trial. Brain, Behavior, and Immunity, 2011.

LA Simmonds. et al. Omega‐3 fatty acid supplementation in pregnancy—baseline omega‐3 status and early preterm birth: exploratory analysis of a randomised controlled trial. International Journal of Obstetrics and Gynaecology, 2020.

Ward R. et al. Omega-3 supplement use, fish intake, and risk of non-fatal coronary artery disease and ischemic stroke in the Million Veteran Program. Clinical Nutrition, 2020.

Leia também



Assine nossa newsletter: