fbpx


Você sabe o que não pode comer quando coloca piercing ou faz tatuagem?

Postado em 20 de junho de 2022 | Autor: Redação Nutritotal

Conheça os alimentos que podem dificultar o processo de cicatrização da pele

Para colocar um piercing ou fazer uma tatuagem são utilizadas agulhas para perfurar uma parte ou totalmente uma camada da pele, e a dieta é parte fundamental para reduzir o risco de infecções nesses procedimentos.

Nosso corpo entende a colocação desses acessórios e as tatuagens como feridas e inicia o processo de cicatrização que consiste em três eventos biológicos que têm a intenção de reconstruir o tecido afetado: a inflamação, a proliferação e o remodelamento do tecido. Nesse sentido, ao mesmo tempo em que alguns alimentos irão ajudar nessa recuperação, outros podem prejudicar esse processo agravando condições inflamatórias no organismo.

Para sanar de uma vez por todas as dúvidas sobre o que não pode comer quando coloca piercing ou faz tatuagem, montamos uma lista com alguns ingredientes do dia a dia dos brasileiros, explicando as propriedades de cada um deles. Confira:

O que não pode comer quando coloca piercing ou faz tatuagem?

Veja nossa lista baseada em estudos científicos:

Homem barbudo e tatuado comendo hambúrguer e tomando sorvete

Frituras fazem parte da lista sobre o que não pode comer quando coloca piercing ou faz tatuagem | Imagem: Shutterstock

Alimentos gordurosos

Um dos principais fatores que dificultam a cicatrização do corpo e, consequentemente, a melhora na região em que foi feito o procedimento estético, é o acúmulo de gorduras. Principalmente, as ruins, presentes nos ultraprocessados como salgadinhos e macarrão instantâneo e nas frituras.

O mesmo vale para as comidas de fast food, como hambúrguer e batata frita, além de doces industrializados como biscoitos recheados, balas, bolos de preparo fácil e barras de chocolate.

Bebidas alcoólicas

Sabe-se também que o consumo elevado de álcool pode estar relacionado ao aumento de inflamações e, em decorrência, é capaz de influenciar a fase proliferativa da cicatrização. Por esse motivo, as bebidas alcoólicas podem prejudicar a resposta inflamatória da pele, inibindo o fechamento de feridas e a produção de colágeno necessário para a eficácia desse processo.

Embutidos

Salame, presunto, bacon, mortadela, peito de peru, entre outros alimentos embutidos são alimentos com alto teor de gorduras e, consequentemente, aumentam as inflamações no organismo, desviando os agentes imunológicos e retardando a cicatrização das áreas tatuadas ou que foram colocadas piercings. Por isso, sugere-se que esses alimentos sejam evitados durante o processo de cicatrização.

Café e refrigerantes

Por mais que alguns estudos científicos afirmem que o café tenha propriedades antioxidantes, outros mostram que a bebida pode ser ruim para a cicatrização da pele.

Isso porque a cafeína presente no grão pode diminuir a multiplicação celular que ajuda na reconstrução de tecidos da pele, os chamados queratinócitos. Ela também pode atrasar o movimento de células na superfície a ser cicatrizada, dificultando o processo de recuperação.

O mesmo vale para refrigerantes, que além de poderem conter cafeína, levam outros aditivos na composição, incluindo uma alta quantidade de açúcar que aumenta inflamações.

E a carne de porco, faz mal?

Em relação à popular crença de que é melhor evitar carne de porco, não há estudos que comprovem diretamente que ela tenha relação com a dificuldade de cicatrização do corpo. O que se sabe, apenas, é que ela nas versões com mais gordura, como no caso dos embutidos citados, pode ser prejudicial.

O mesmo vale para outro alimento bastante citado também: o ovo. Assim como a carne de porco, não há estudos que comprovem especificamente uma contraindicação no consumo de ovos durante o período de cicatrização de piercings ou tatuagens. Ainda assim, vale evitar preparos gordurosos que levam o ingrediente, como os empanados e as frituras.

Leia também: ovo é um alimento remoso?

E o que comer após colocar piercing e tatuagem?

Nos dias de recuperação da pele após o procedimento estético, o ideal é seguir uma alimentação equilibrada, rica em verduras, frutas, legumes, cereais integrais e proteínas magras, além de seguir uma hidratação diária.

Mulher com tatuagem comendo prato de salada

Vale apostar em uma dieta com menos gorduras | Imagem: Shutterstock

Um alimento também que estaria relacionado à recuperação de feridas e cicatrização é a cúrcuma. Também chamada de açafrão da terra, ela é fonte de curcumina, uma substância que combate as inflamações e infecções no organismo.

Vale ressaltar ainda que fontes de ômega-3, como peixes e oleaginosas também podem fazer parte dessa alimentação, desde que sejam evitados preparos ou alimentos que possam causar episódios de intoxicação ou alergias.

Que tal conhecer mais curiosidades sobre o que não pode comer quando coloca piercing ou faz tatuagem? Siga o Nutritotal – Para Todos no Instagram e confira dicas imperdíveis sobre nutrição!

*Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Katharina H. et al. Nutritional status and quality of nutrition in chronic wound patients. IWJ, 2020.

Martina B. et al. Nutrition and Wound Healing: An Overview Focusing on the Beneficial Effects of Curcumin. Int J Mol Sci. 2019.

Daiane F. et al. High-Fat Diet and Alcohol Intake Promotes Inflammation and Impairs Skin Wound Healing in Wistar Rats.

Nkemcho O. et al. The effects of caffeine on wound healing. Int Wound J. 2016.

Neil S et al. Fish Skin Grafts with Omega-3 for Treatment of Chronic Wounds: Exploring the Role of Omega-3 Fatty Acids in Wound Healing and A Review of Clinical Healing Outcomes. Surg Technol Int. 2022.

-

Assine nossa newsletter: