Nutriente presente na maçã funciona como probiótico natural

Postado em 4 de janeiro de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Veja o que cientistas descobriram a respeito da fruta

Moça sorrindo segurando maçã na mão

A maçã pode contribuir com a flora intestinal | Imagem: Shutterstock

Você tem o hábito de consumir maçãs no seu dia a dia? A fruta, além de ajudar a manter a saciedade, pode trazer diversos benefícios para o seu organismo. Até mesmo para a sua flora intestinal.

Um estudo recém-publicado pelo International Journal of Biological Macromolecules mostra que um polissacarídeo presente na maçã pode ser capaz de reverter o desequilíbrio de micro-organismos causado por uma alta ingestão de gorduras.

Para entender como funciona essa relação entre a substância presente na maçã e o intestino, os pesquisadores observaram a ação dessa substância em ratos, especificamente em duas bactérias essenciais para a função intestinal: a Bifidobacterium longum (B. longum) e a Lactobacillus rhamnosus (L. rhamnosus).

Maçã, uma fruta probiótica

Como resultado, os cientistas analisaram que a presença das duas bactérias foi maior nos animais que consumiram as maçãs, graças à presença do polissacarídeo.

Com isso, o estudo sugere que o consumo de maçãs pode ser capaz de promover o crescimento da Bifidobacterium longum e da Lactobacillus rhamnosus indiretamente e fornecer outra base para entender a função dos probióticos no organismo

Não se esqueça, porém, de consultar seu nutricionista para saber como a maçã pode fazer parte do seu plano alimentar e quais benefícios ela pode agregar à sua dieta.

Veja também: Probióticos e prebióticos: qual a diferença?

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Yuhua Li. et al. Apple polysaccharide could promote the growth of Bifidobacterium longum. International Journal of Biological Macromolecules, 2019.

Leia também



Assine nossa newsletter: