Abacate engorda ou emagrece? É saudável? Veja mitos e verdades sobre a fruta

Postado em 12 de agosto de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Conheça mais a respeito dos benefícios desse alimento que pode ser consumido tanto em receitas doces quanto salgadas

O abacate é uma fruta versátil na culinária. Combina com pratos salgados, como torradas e saladas, além de fazer parte de vitaminas, shakes e até sobremesas no Brasil. Mas, por trás desses variados usos, uma dúvida persiste: o abacate engorda ou emagrece?

Até hoje, muito se discute acerca das propriedades nutricionais do abacate. Para entender melhor como a fruta pode nos ajudar tanto na questão do emagrecimento quanto na saúde em geral, separamos a seguir alguns dos principais mitos e verdades sobre o abacate.

Descubra se abacate engorda ou emagrece e outros fatos sobre ele

A ciência vem mostrando que os benefícios da fruta são diversos. Veja quais são eles, segundo os estudos.

Abacate cortado ao meio em cima de uma tábua

O abacate é rico em nutrientes importantes, como fibras e fitoesteróis | Imagem: Shutterstock

Abacate ajuda a emagrecer

Parcialmente verdade. Ainda não há um consenso científico sobre os reais efeitos do abacate na perda de peso. É uma fruta calórica, mas que também contém fibras, vitaminas e gorduras de boa qualidade na sua composição. Se associado a uma dieta equilibrada, ele pode sim fazer parte do cardápio de quem está buscando perder peso. Inclusive por conter gorduras, o consumo pode estar associado à maior sensação de saciedade. Portanto,  o ideal é sempre o equilíbrio alimentar.

O consumo de abacate pode aumentar a pressão arterial

Mito. Um estudo divulgado no Critical Reviews in Food Science and Nutrition sugere que uma ingestão adequada de potássio pode promover o controle da pressão arterial em adultos. De acordo com a tabela TACO, a fruta tem 206 mg de potássio em uma porção de 100 g, o que sugere ser um índice alto, que pode inclusive ajudar a reduzir a pressão arterial. Além disso, o abacate é uma fruta com apenas traços de sódio em sua composição, segundo a mesma tabela TACO.  Mas mais estudos precisam ser feitos para se chegar a uma conclusão sobre os benefícios.

Comer abacate pode ajudar a diminuir o colesterol

Verdade. A fruta, segundo um estudo feito na Universidade Federal de Pelotas (RS), contém compostos bioativos chamados fitoesteróis. E dietas ricas nesse componente podem levar à redução do colesterol total e do colesterol LDL, conhecido como mau colesterol. Além disso, uma redução média de 17% nos níveis de colesterol no sangue foi observada em um estudo com 45 voluntários que consumiam abacate uma vez ao dia durante uma semana.

Abacate deve ser evitado por quem tem diabetes

Mito. Em comparação com outras frutas, o abacate contém pouco açúcar. Segundo o estudo divulgado no Critical Reviews in Food Science and Nutrition, o açúcar primário encontrado no abacate não se comporta nutricionalmente como o açúcar convencional, provocando picos de insulina no sangue. Mas é importante ressaltar que esses dados se referem à fruta in natura. O problema é que muitos brasileiros têm o hábito de acrescentar açúcar, mel ou licores no consumo do abacate e isso sim precisa ser evitado por quem tem diabetes.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO), 2011.

Duarte P. et al. Abacate: características, benefícios à saúde e aplicações. Universidade Federal de Pelotas, 2016.

Borges, MHC; Melo, B. A cultura do abacateiro. Instituto de Ciências Agrárias, 2011.

Marlett, J. A. and Cheung, T.F. Database and quick methods of assessing typical dietary fiber intakes using data for 228 commonly consumed foods. JADA, 1997

Mark D. et al. Hass Avocado Composition and Potential Health Effects. Critical Reviews in Food Science and Nutrition, 2013.

 

Leia também