fbpx

Frutas vermelhas fazem bem ao cérebro e ao coração

Postado em 23 de maio de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Pequeninas, saborosas e nutritivas, as berries agradam o paladar de muita gente e ainda são muito benéficas à saúde

5 colheres de pau sobre a mesa, cada uma com um tipo de fruta vermelha, como morango e amora

Os benefícios das frutas vermelhas vão do cérebro ao coração | Imagem: Shutterstock

No café da manhã elas combinam com granola e cereais. No almoço, em molhos e saladas. E, claro, na sobremesa, não faltam em bolos e tortas incríveis. Mais do que o sabor, as frutas vermelhas podem ajudar na saúde de quem as consome.

Comer morangos, amoras, mirtilos e framboesas diariamente, seja na versão natural, congeladas ou desidratadas, pode ajudar dos pés à cabeça. Isso porque há estudos que descobriram a importância das antocianinas, nutriente presente nessas frutinhas, que fazem bem para a saúde do cérebro e também do coração.

Os benefícios das frutas vermelhas

Frutas vermelhas fortalecem a saúde do coração

De acordo com outro estudo, feito na Universidade de Oklahoma, o consumo de frutas e vegetais tem sido correlacionado com a diminuição dos riscos de doença cardiovascular (DCV). Os objetivos nacionais de saúde do estudo defendem o aumento do consumo de frutas em mais de 75%, ou pelo menos duas porções por dia em pessoas de 2 anos de idade ou mais.

E podem ajudar a retardar o envelhecimento do cérebro

Os cientistas da American Chemical Society (ACS) relataram que o consumo de blueberries, morangos e açaí pode ajudar o envelhecimento do cérebro a permanecer saudável de uma forma crucial. O estudo concluiu que as frutas ativam um mecanismo natural do cérebro, que limpa e recicla proteínas tóxicas associadas à perda de memória relacionada à idade. outro declínio mental.]

São ricas em antocianinas

As antocianinas são um subconjunto de um grupo de substâncias químicas chamadas flavonoides. Um estudo da Universidade de Harvard sugere que as antocianinas podem ser particularmente saudáveis ​​para o coração, mas que ainda faltam conclusões definitivas para se assegurar sobre o assunto.

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Basu A. et al. Berries: emerging impact on cardiovascular health. Nutr Rev, 2011.

Eating berries may activate the brain’s natural housekeeper for healthy aging. ACS, 2010.

Harvard Heart Letter. Eat blueberries and strawberries three times per week. Universidade de Harvard, 2013.

Leia também