fbpx


Silício orgânico: para que serve?

Postado em 11 de janeiro de 2021 | Autor: Redação Nutritotal

Conheça alguns mitos e verdades sobre esse elemento

Encontrado naturalmente em frutas como laranja e maçã, em verduras, em cereais como o arroz ou em forma de suplementos, o silício é um elemento que até hoje gera controvérsias sobre seu uso. Por mais que ele seja o segundo mais abundante na Terra, ficando atrás apenas do oxigênio, a ciência ainda busca entender o seu papel no organismo humano.

Muitos caminhos científicos relacionam o uso do silício orgânico à síntese do colágeno, um nutricosmético ligado ao antienvelhecimento da pele. Por isso, o elemento costuma ser avaliado para fins estéticos, e até mesmo benefícios aos cabelos estão sendo associados à sua utilização. Mas será que ele funciona mesmo?

Para ficar por dentro do que a ciência já sabe a respeito do uso do silício e de suas características, desmistificamos suas propriedades a seguir:

4 mitos e verdades sobre o silício orgânico e para que ele serve

Entenda suas finalidades de uso.

Menina sorridente segurando seu cabelo

Entre suas propriedades já conhecidas, o silício pode beneficiar os cabelos | Imagem: Freepik

O silício é um nutriente essencial para seres humanos

Mito. Não há um consenso entre os pesquisadores sobre essa afirmação ou sobre os reais benefícios obtidos com o uso de suplementos contendo o elemento. Por isso, é importante avaliar as informações publicadas até o momento quanto a eficácia, segurança e biodisponibilidade do silício utilizado em suplementos complementares a uma dieta alimentar.

Silício orgânico melhora a textura do cabelo

Verdade. A ciência sugere que os fios com maior teor de silício tendem a ter menor taxa de queda e maior brilho, garantindo mais firmeza no couro cabeludo. Porém, vale um adendo: o silício orgânico deve fazer parte de uma alimentação equilibrada para conferir esses benefícios, e não como forma de suplemento ou uso tópico sem acompanhamento de um nutricionista ou dermatologista.

As unhas e a pele também podem ser favorecidas pelo elemento

Verdade. O silício pode ativar enzimas importantes na formação da rede de colágeno, melhorando a resistência e a elasticidade da pele. As unhas também são beneficiadas pela sua presença, já que estamos falando de um dos minerais predominantes na composição dessas estruturas, e casos de unhas moles e quebradiças podem indicar deficiência sistêmica de silício.

O silício oferece apenas benefícios estéticos para o organismo

Mito. Além de poder ser aliado do fios, unhas e pele, o silício pode conferir benefícios à saúde dos ossos (sendo capaz de, junto com outros nutrientes, prevenir a osteoporose), ao combate à arteriosclerose e às funções cognitivas do sistema nervoso.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Lidiane A. et al. Use of silicon for skin and hair care: an approach of chemical forms available and efficacy. An Bras Dermatol. 2016.

Anna P. et al. Dietary Silicon and Its Impact on Plasma Silicon Levels in the Polish Population. Nutrients, 2019.

-

Assine nossa newsletter: