fbpx


O que comer para evitar melanomas?

Postado em 4 de fevereiro de 2022 | Autor: Redação Nutritotal

Alimentação é aliada importante no tratamento de imunoterapia do câncer de pele

O melanoma é considerado o tipo mais grave de câncer de pele e costuma surgir quando as células que são responsáveis por dar a pigmentação cutânea acabam se tornando cancerígenas.

O tratamento costuma ser feito à base de imunoterapia e por meio de acompanhamento médico. Porém, ao longo deste processo, uma alimentação saudável pode ser importante para evitar que os melanomas voltem a aparecer.

Um estudo feito pelo National Cancer Institute, dos EUA, em parceria com a Universidade do Texas, apontou que uma dieta rica em fibras pode ajudar algumas pessoas que estão passando pelo tratamento de melanoma a terem uma melhor resposta da imunoterapia, influenciando a chamada microbiota intestinal.

Comer para evitar melanomas: o que há por trás?

comer para evitar melanomas

Imagem: Shutterstock

Ao analisarem pacientes com melanoma avançado, os cientistas observaram que aqueles que consumiram, pelo menos, 20 gramas por dia de fibra alimentar, sobreviveram mais tempo sem progressão da doença.

Segundo os pesquisadores, consumir uma dieta rica em fontes de fibras, como frutas, vegetais e legumes, que também tem funções prebióticas, pode melhorar sua capacidade de responder à imunoterapia.

Além dessa inclusão, foi avaliado ainda que o uso de suplementos probióticos demonstrou afetar a composição das bactérias intestinais. Porém, os médicos explicam que faltam mais estudos para entender o papel deles no tratamento imunoterápico, e que apenas as fibras se mostraram aliadas.

Acompanhe o Nutritotal – Para Todos no Instagram e para mais dicas sobre alimentação contra o câncer!

*Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Giorgio T. et al. A high-fiber diet may improve the response of melanoma patients to immunotherapy. National Cancer Institute, NIH, 2021.

-

Assine nossa newsletter: