fbpx

Zero Gordura Trans: produtos podem estar escondendo o ingrediente

Postado em 3 de agosto de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Atenção, pois a gordura trans pode elevar o colesterol e afetar a sua saúde cardíaca

Nas embalagens de pipocas de micro-ondas e salgadinhos, você já pode ter lido com certo destaque a seguinte frase: “produto com zero gordura trans”. Entretanto, a informação pode não ser tão correta assim, graças à norma brasileira.

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) realizou uma pesquisa em parceria com o Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (Nupens/USP) e identificou que de 11 mil produtos analisados, 18,7% tinham ou podiam conter gordura trans na sua composição.

Além disso, somente 7,4% dos produtos identificavam a presença do ingrediente em seus rótulos. Segundo o levantamento, a diferença ocorre porque as atuais normas brasileiras permitem mensagens como “zero gordura trans” em embalagens de produtos que tenham o ingrediente igual ou menor a 0,1 grama por porção.

De olho nos rótulos com o selo “zero gordura trans”

Uma mulher em um supermercado lendo o rótulo de um produto, representando o cuidado com a verificação das informações dos produtos que contém o selo "zero gordura trans"

Atenção aos rótulos com o selo “zero gordura trans” | Imagem: Shutterstock

A nutricionista e tutora do Ganep Educação, Natália Lopes, aponta que essa informação oculta é bastante comum em produtos industrializados. “Podemos citar como exemplo uma porção de um biscoito recheado livre de gordura trans na embalagem. As informações nutricionais equivalem a duas unidades. Porém, normalmente as pessoas consomem mais de duas, e aí comerão uma quantidade maior de gordura trans”, exemplifica.

Por esse motivo, ela explica que o ideal seria avaliar a lista de ingredientes dos produtos e identificar ali alguns tipos de gordura que correspondem à gordura trans.

“Outros nomes usados para a gordura trans são: gordura parcialmente hidrogenada, gordura vegetal parcialmente hidrogenada, gordura vegetal hidrogenada, óleo vegetal hidrogenado, óleo hidrogenado, gordura interesterificada, entre outros”, Natália Lopes, nutricionista

É importante ressaltar que a gordura trans pode elevar o colesterol e até causar o entupimento dos vasos sanguíneos, e seu consumo pode estar diretamente associado a doenças cardiovasculares como infarto e acidente vascular cerebral (AVC). Outros alimentos que podem conter a gordura maléfica incluem sorvetes, chocolates, massas instantâneas, bolos prontos e margarinas.

 

*Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança

Referência bibliográfica:

Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), 2019.

Natália Lopes é nutricionista e tutora do Ganep Educação.

Leia também