fbpx


Brincar ao ar livre pode prevenir deficiências nutricionais em crianças

Postado em 29 de abril de 2022 | Autor: Redação Nutritotal

Entenda por que é importante incentivar os pequenos a se divertirem em locais abertos

Brincadeiras como pega-pega, esconde-esconde, pular amarelinha e cabra cega fizeram parte da infância de muitas crianças. E por mais que muitas delas ainda brinquem ao ar livre, muitas também acabaram se isolando com o avanço da tecnologia, passando horas em frente a computadores, celulares e videogames.

A pandemia de Covid-19 também fez com que muitas crianças ficassem mais reclusas e isoladas em casa. E essa troca de atividades externas por internas têm gerado resultados não muito positivos na saúde dos pequenos.

De acordo com um estudo publicado no periódico Nutrients, existe uma diferença alarmante nos níveis séricos de vitaminas de crianças que iam brincar ao ar livre em comparação com as que não se divertem dessa forma.

Brincar ao livre e o combate à desnutrição

brincar ao ar livre

Imagem: Shutterstock

Os pesquisadores observaram o status de vitamina D em crianças de 4 a 11 anos que vivem na Irlanda do Norte. Foram avaliados detalhes como a ingestão de vitamina D na alimentação dos pequenos, além de conhecimentos e percepções dos pais, hábitos dos participantes, a frequência de atividade física e o comportamento sedentário.

Como resultado, 44,7% das crianças tinham níveis suficientes em vitamina D, enquanto o restante, que era maioria, contava com uma quantidade insuficiente. E ainda pior: 6,4% apresentavam deficiência, o que acendeu um alerta entre os pesquisadores.

O que diferenciava os pequenos com quantidades suficientes em relação aos outros era a absorção de vitamina D diária em horários em que iam brincar ao ar livre, especialmente na primavera e no verão, onde o sol estava mais presente.

Como fazer as crianças terem mais vitamina D

Por isso, os cientistas querem que os pais incentivem os seus filhos a brincarem um tempo do lado de fora, para ficarem mais expostos aos raios solares e absorverem mais vitamina D. Além disso, a alimentação equilibrada, com fontes como peixes e leite, também se faz necessária.

Em casos mais graves, a suplementação pode ser indicada desde a infância, especialmente em estações mais frias como outono e inverno, de acordo com orientação nutricional.

Leia também: por que a vitamina D é importante desde a infância?

Acompanhe o Nutritotal – Para Todos no Instagram e para mais dicas sobre nutrição infantil.

*Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Dominique U. et al. Vitamin D Status and Health Outcomes in School Children in Northern Ireland: Year One Results from the D-VinCHI Study. Nutrients, 2022.

-

Assine nossa newsletter: