fbpx


Fitoterápicos nas disfunções sexuais funcionam?

Postado em 3 de março de 2021

Plantas medicinais são utilizadas em todo mundo, especialmente nas culturas orientais. Em grande parte, o uso se baseia na cultura popular, com transmissão de costumes entre gerações e empirismo. As finalidades para utilização desses fitoterápicos são diversas e há até aqueles implicados potencialmente nas disfunções sexuais humanas. A seguir, listo alguns exemplos e o que estudos científicos já revelaram sobre eles.

5 fitoterápicos utilizados para disfunções sexuais

Tribulus terrestre

Implicada no tratamento de disfunções de desejo de homens e mulheres, disfunção erétil masculina e melhora da performance esportiva. Em sua composição, apresenta variáveis concentrações de acordo com o método de extração (folha, raiz, fruto), tipo de solo ou até época de extração. Tal fato, aliado à falta de estudo robusto disponível, pode explicar os diferentes resultados em relação aos efeitos postulados, tornando sua recomendação sem grande nível de evidência científica.

Maca peruana

Planta originária dos Andes, postulada como afrodisíaca, tem como proposta aumentar a “energia” e estimular o desejo em homens e mulheres, inclusive, na menopausa. Com mecanismo de ação pouco compreendido, a eficácia e segurança da maca peruana carece de estudos bem conduzidos e as análises iniciais não foram animadoras.

Ioimbina

Extraída da casca de uma árvore africana, possui efeito alpha adrenérgico, além de dopaminérgico e serotoninérgico fracos. Como efeitos colaterais destacam-se irritação, taquicardia, cefaleia e náuseas. Do ponto de vista prático não está recomendado uso pela Associação Americana de Urologia (AUA), e a Sociedade Internacional de Medicina Sexual a recomenda, no máximo, em disfunções psicogênicas, com eficácia marginal, semelhante ao placebo.

Panax ginseng

O popular ginseng é uma raiz coreana com vários compostos sendo o ginsenosideo o mais ativo. Alguns estudos mostram eficácia em relação a aumento de desejo, ereção e satisfação sexual quando comparado a placebo. É amplamente utilizado no oriente.

Ginkgo biloba

Muito utilizado pela medicina tradicional chinesa, postula-se que o ginkgo biloba possui propriedade vaso dilatadora com aumento de concentração de óxido nítrico, o que resultaria em propriedade eretiva e melhora da memória. Embora tais efeitos sejam reportados em trabalhos científicos questionáveis, estudos de melhor qualidade não encontraram tais resultados.

O campo está aberto para pesquisas

A ausência de padronização entre diferentes espécies de plantas de mesma família, combinações ou mesmo ausência do vegetal em questão em manipulados constituem entraves para se estabelecer a real eficácia desses fitoterápicos. Adulteração com substâncias alopáticas tem sido reportada em compostos “milagrosos” vendidos pela internet. Os resultados são conflitantes, a serem provados através de estudos com metodologia adequadas.

Vale lembrar que o fato de ser ‘natural’ não exime uma planta de ter um princípio ativo tóxico, deletério ou com efeitos adversos. Náuseas, taquicardia, tontura e cefaleia são alguns dos efeitos adversos relatados. A falta de regulação por órgão competente limita esse controle e pode expor a população a riscos.

Os medicamentos alopáticos para tratamento da disfunção erétil, surgidos no final da década de 1990, por terem grande eficácia, segurança, efeitos colaterais controlados e bem conhecidos, inibiram as pesquisas nesse campo.

O que já se sabe

A performance sexual depende de vários fatores como boa saúde física, mental e relacional. A questão é multifatorial e a nutrição se insere como fundamental para promoção e manutenção da saúde, estando intimamente ligada a esse processo.

 

Referências bibliográficas:

Ștefănescu R, Tero-Vescan A, Negroiu A, Aurică E, Vari CE. A Comprehensive Review of the Phytochemical, Pharmacological, and Toxicological Properties of Tribulus terrestris L. Biomolecules. 2020 May 12;10(5):752

Kim SW. Phytotherapy: emerging therapeutic option in urologic disease. Transl Androl Urol. 2012 Sep;1(3):181-91.

Corazza O, Martinotti G, Santacroce R, Chillemi E, Di Giannantonio M, Schifano F, Cellek S. Sexual enhancement products for sale online: raising awareness of the psychoactive effects of yohimbine, maca, horny goat weed, and Ginkgo biloba. Biomed Res Int. 2014;2014:841798

Shin BC, Lee MS, Yang EJ, Lim HS, Ernst E.  Maca (L. meyenii) for improving sexual function: a systematic review. BMC Complement Altern Med. 2010 Aug 6;10:44. doi: 10.1186/1472-6882-10-44

Moyad MA, Park K. What do most erectile dysfunction guidelines have in common? No evidence-based discussion or recommendation of heart-healthy lifestyle changes and/or Panax ginseng.  Asian J Androl. 2012 Nov;14(6):830-41. doi: 10.1038/aja.2012.82.

-

Assine nossa newsletter: