fbpx

4 benefícios da castanha-do-brasil para a sua saúde (basta 1 por dia!)

Postado em 18 de abril de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Da região amazônica para a sua dieta, veja as vantagens dessa oleaginosa para o corpo todo, desde os hormônios ao coração

A castanha-do-brasil é um tesouro nacional que ganhou o mundo pelo seu sabor e versatilidade. Encontrada na região amazônica, suas árvores são enormes e se adaptam ao clima úmido e quente da maior floresta do mundo. Na culinária, vai bem na preparação de doces e salgados e é uma ótima opção para quem busca uma vida mais saudável. Isso porque, além do sabor, a Brazil nut se destaca por seu lado nutritivo – os benefícios da castanha-do-brasil são diversos, conforme muitos estudos têm mostrado.

Os cientistas se surpreendem até hoje com todos os benefícios da castanha-do-brasil que estão sendo revelados. Atualmente, o maior foco das pesquisas tem sido em uma substância que é abundante em poucos alimentos: o selênio.

Descubra a seguir algumas das vantagens de se consumir a castanha-do-brasil e os usos que esse mineral e outros nutrientes podem trazer ao organismo.

Os benefícios da castanha-do-brasil

Uma única unidade da oleaginosa (aproximadamente 6 g) possui o dobro da dose de selênio recomendada por dia a um adulto saudável. E suas vantagens são várias!

Várias castanhas-do-pará em cima da mesa, sobre uma tigela em forma de coração

A castanha-do-brasil protege o coração e ajuda a emagrecer |Imagem: Shutterstock

Adeus, açúcares

Pesquisadores do European Journal of Nutrition descobriram que as castanhas, como a brasileira, melhoraram os níveis de lipídios e glicose no sangue em indivíduos com diabetes que não dependem da insulina.

Coração de ferro

Um estudo publicado no periódico Nutrition Research mostrou que existem relações entre o consumo de castanhas e a redução do risco cardiovascular. O consumo diário de castanha-do-brasil teria um efeito positivo sobre o nível de selênio e outros componentes em mulheres com obesidade severa. Todas as pacientes eram deficientes em selênio no início do estudo, e essa deficiência foi remediada pelo consumo da castanha brasileira, além de melhorar o nível de colesterol no sangue, reduzindo, assim, os riscos de doenças no coração.

Regula os hormônios

Para quem sofre com problemas na glândula tireoide, como o hipotireoidismo e o hipertireoidismo, uma das substâncias que pode ajudar a regular a produção de hormônios é o selênio. Uma única porção de castanha-do-brasil possui o dobro da dose do nutriente recomendada ao dia.

Combate a síndrome metabólica e a obesidade

Pesquisadores da Universidade de Loma Linda (EUA) estudaram a influência da ingestão de um mix de castanhas, que inclui a castanha-do-brasil, em relação à síndrome metabólica (SM). Seus resultados mostraram que o consumo dessas oleaginosas misturadas foi associado com uma menor prevalência da SM. Além disso, aqueles que comeram castanha-do-brasil por longos períodos tiveram uma prevalência significativamente menor de obesidade em comparação com os que optaram por consumir pouca quantidade desse alimento. Mais um dos benefícios da castanha-do-brasil!

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Cardoso B. Brazil nuts: Nutritional composition, health benefits and safety aspects. Food Research International, 2017.

Cominetti. C. et. Brazilian nut consumption improves selenium status and glutathione peroxidase activity and reduces atherogenic risk in obese women. Nutrition Research, 2012.

Fundação de Pesquisa em Nutrição do Conselho Internacional de Nozes. International Tree Nut Council funded study links nut intake with lower risks of obesity. PLOS ONE, 2014.

Jenkins, D.J.A. et. Nuts as a replacement for carbohydrates in the diabetic diet: a reanalysis of a randomised controlled trial. Diabetologia, 2018.

Yang, J. Brazil nuts and associated health benefits: A review, Food Science e Technology, 2009.

Donadio JLS, Rogero MM, Guerra-Shinohara EM, Desmarchelier C, Borel P, Cozzolino SMF. SEPP1 polymorphisms modulate serum glucose and lipid response to Brazil nut supplementation. Eur J Nutr, 2017.

Leia também



Assine nossa newsletter: