fbpx


Como deve ser a alimentação para quem está com Covid-19?

Postado em 13 de maio de 2021 | Autor: Redação Nutritotal

Descubra quais alimentos devem ser priorizados e quais evitar na recuperação

Por mais que a perda de paladar possa afetar os infectados pelo novo coronavírus, a alimentação para quem está com Covid-19 deve ser composta pelas escolhas certas para contribuir com a recuperação do paciente. Alimentos ricos em vitaminas A, C e D, além dos famosos probióticos fazem parte das recomendações para uma dieta saudável em tempos de pandemia. E para quem se recupera da doença, além de optar por alimentos nutritivos, é necessário também evitar certas comidas que podem provocar reações ruins no organismo.

A seguir, elencamos algumas das orientações para a nutrição de quem está com Covid-19 de acordo com o Ministério da Saúde. Confira e cuide-se!

Dicas de alimentação para quem está com Covid

Mulher passando álcool gel na mão, sentada em frente à prato de macarrão e legumes. Tem uma máscara na mesa

Imagem: Freepik

Lembre-se do básico

Manter um estado nutricional adequado, com uma alimentação equilibrada e a hidratação em dia são medidas aliadas da recuperação. Para saber se você está se alimentando direitinho, faça o nosso teste sobre a nova pirâmide alimentar brasileira e cheque se os alimentos da base compõem também a base das suas refeições. Outra dica prática é lembrar da regrinha das cinco cores no prato: quanto mais colorido (de alimentos naturais, claro) o seu prato for, mais nutrientes você estará consumindo, o que é um ponto positivo para a saúde! E quanto à hidratação, verifique se você está ingerido a quantidade indicada de água conforme a nossa tabela. Vale lembrar também que a orientação individual de um nutricionista pode contribuir com a formulação de um cardápio equilibrado.

Evite ultraprocessados

Falando mais sobre a pirâmide alimentar, a base de uma alimentação nutritiva deve conter, prioritariamente, alimentos in natura ou minimamente processados. Os ultraprocessados, contudo, merecem cautela. O problema é que eles são feitos por meio de diversas etapas e técnicas de processamento e levam muitos ingredientes, incluindo sal, açúcar, óleos, gorduras e substâncias de uso exclusivamente industrial. Reconhecê-los nos rótulos não é tarefa difícil: são nomes pouco familiares, que correspondem a aditivos químicos, corantes, emulsificantes, entre outros. Melhor evitar!

Confira também: Dicas de cuidados para quem já teve Covid-19

Comece bem o dia

Por mais que muita gente pule o café da manhã, ele é muito importante para nos fornecer nutrientes e energia. Pães, queijos (minimamente processados), cereais, ovos, frutas, leite e iogurte são opções que podem fazer parte da refeição. Evite sucos, principalmente os industrializados.

Aposte nas combinações certas

A mistura de feijão com arroz, presente na mesa da maioria dos brasileiros, é uma combinação perfeita para o almoço ou o jantar. Para deixar o prato ainda mais nutritivo e reforçar a alimentação de quem está com Covid, inclua também legumes e verduras, raízes e tubérculos, carnes (de preferência cortes magros) ou ovos.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Recomendações de alimentação e Covid-19. Ministério da Saúde, 2020.

-

Assine nossa newsletter: