fbpx


Mitos e verdades sobre a dieta e o surgimento de cravos na pele

Postado em 28 de junho de 2021 | Autor: Redação Nutritotal

Spoiler: o chocolate não é o culpado de tudo!

Incômodos pra muita gente, os cravos são pequenos folículos que se formam a partir do acúmulo de sebo na pele. O que não faltam são produtos e receitas para tratá-los, mas antes de correr para a farmácia atrás de soluções para a pele perfeita, saiba que a dieta pode ser a maior das suas aliadas.

Isso porque a alimentação diária tem relação direta com o surgimento de cravos na pele. Existem algumas comidas que, quando consumidas em excesso ou de forma desregrada, podem ocasionar nesse problema cutâneo. Já outras são capazes de afastá-lo.

Quer saber quais são elas? Listamos alguns mitos e verdades sobre a dieta e os cravos, baseados em estudos científicos. Confira.

Dieta x cravos na pele: 4 mitos e verdades

Mulher com máscara no rosto e segurando cenoura

Imagem: Freepik

Quem consome muito chocolate tem mais chance de ter cravos na pele

Parcialmente verdade. A fama do chocolate estar associado ao surgimento de espinhas é grande, principalmente por ser um alimento com excesso de gordura e açúcar, dependendo do tipo consumido (branco, ao leite, amargo). Mas, ainda são necessários mais estudos que comprovem essa teoria. O recomendado é consumir quantidades moderadas para evitar inflamações na pele ou no corpo.

Saiba qual chocolate é mais saudável, clicando aqui.

Excesso de açúcar na alimentação pode facilitar o aparecimento de cravos

Verdade. Durante uma pesquisa, ao analisarem uma dieta com alta carga glicêmica nos alimentos, os pesquisadores concluíram que pode existir um efeito significativo desse estilo de alimentação na ocorrência da acne vulgar, responsável pelo surgimento dos cravos. Outro ponto apresentado é que dietas ricas em açúcar e pobres em fibras podem facilitar o acúmulo do sebo cutâneo.

Leite integral e seus derivados podem aumentar a incidência de cravos

Parcialmente verdade. O leite ainda é uma incógnita em relação ao aparecimento de cravos. Há quem aponte que a ingestão de produtos lácteos como iogurtes e queijos não afete, de forma significativa, o risco de acne. Porém, a influência da ingestão de leite apresenta resultados inconsistentes nesse ponto. O que se sabe, no entanto, é que quanto maior a porcentagem de gorduras nesses alimentos, maiores as chances de surgirem os sintomas da acne. Resumindo: é melhor optar por leites desnatados ou com baixo teor de gordura no seu dia a dia.

Quem consome mais peixes e frutos do mar sofre menos com os cravos

Verdade. Os ácidos graxos na dieta, como o ômega 3, estão presentes em alguns tipos de peixes e frutos do mar como o atum e o salmão, e podem ajudar a evitar sintomas de acne como cravos e pústulas. Esses alimentos ainda são fontes de zinco e selênio, que também são importantes para a saúde da pele.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Alicja K. et al. Significance of diet in treated and untreated acne vulgaris. Postepy Dermatol Alergol. 2016.

Anna H. et al. Systematic review of the epidemiology of acne vulgaris. Scientific Reports, 2020.

-

Assine nossa newsletter: