fbpx


Veja 4 mitos e verdades sobre limpeza hepática

Postado em 8 de fevereiro de 2021 | Autor: Redação Nutritotal

Saiba se vinagre de maçã ou outros alimentos podem contribuir com o fígado

Nos aplicativos de mensagens e redes sociais, você já deve ter se deparado com receitas recomendadas para eliminar a gordura no fígado. Os métodos supostamente “milagrosos” vão desde o consumo de vinagre de maçã até jejuns intermináveis. Mas é preciso ter cuidado com o compartilhamento dessas instruções, pois muitas vezes elas não passam de fake news. Para saber o que a ciência já desvendou como mitos e verdades sobre limpeza hepática, confira os tópicos a seguir.

Mitos e verdades sobre limpeza hepática

Os estudos citados estão elencados no final do post.

Mesa com alimentos que contribuem para limpeza hepática, como cúrcuma e alho

Imagem: Freepik

Vinagre de maçã ajuda a limpar o fígado

Mito. Por mais que em quantidades pequenas o vinagre de maçã possa trazer nutrientes importantes para a saúde, é preciso ter cautela com seu uso. Um estudo feito em camundongos apontou que utilizar grandes quantidades de vinagre de maçã, sem diluir, pode causar efeitos negativos no fígado e nos rins. Mas vale ressaltar que são necessários estudos em seres humanos para entender os reais efeitos do alimento.

Chá de alecrim é bom para a limpeza hepática

Parcialmente verdade. Por um lado, é importante lembrar que não existe um alimento específico que sirva para limpar o fígado, mas sim um conjunto de hábitos saudáveis. Porém, o alecrim, ainda assim, pode ser um aliado na proteção do órgão. Isso porque outra pesquisa feita em camundongos apontou que a planta possui ácido rosmarínico e ácido carnósico, que podem reduzir significativamente os níveis de triglicerídeos hepáticos, colesterol total e ácidos graxos livres no organismo.

A cúrcuma ajuda na prevenção de doenças hepáticas

Verdade. A cúrcuma, ou açafrão-da-terra, é uma planta medicinal bastante pesquisada por conta de suas propriedades terapêuticas. Em um estudo feito em camundongos, a especiaria se mostrou eficaz na redução do comprometimento das funções afetadas no fígado, protegendo-o contra danos causados pela gordura hepática. Ainda assim, são necessários estudos feitos em humanos para comprovar o seu uso protetor.

Alho pode ser prejudicial à saúde do fígado

Mito. Uma pesquisa científica mostrou que a ingestão de alho em pó em uma alimentação saudável e supervisionada pode levar a uma melhora significativa na gordura hepática e nos sintomas relacionados a essa condição.

Conclusão: resumindo os mitos e verdades sobre limpeza hepática, o que a ciência já sabe a respeito do fígado é que uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes e grãos integrais, é capaz de prevenir problemas de saúde relacionados ao órgão. Portanto, mais do que saber se determinado alimento faz bem ou não, atente-se em seguir uma dieta equilibrada. Assim você beneficia o fígado e o corpo todo!

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

George A. et al. The assessment of effect of apple cider vinegar on hepatic and renal function of albino Wistar rat. Direct Research Journal of Health and Pharmacology, 2020.

Si J. et al. Regulation effects of rosemary (Rosmarinus officinalis Linn.) on hepatic lipid metabolism in OA induced NAFLD rats. Food & Function, 2019.

Mohammed A. et al. Ultrastructural Changes in Hepatocytes and Chemopreventive Effects of Short-Term Administration of Curcuma longa L. against Oxidative Stress-Induced Toxicity: Improvement Mechanisms of Liver Detoxification. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine, 2020.

Soleimani D. et al. Therapeutic Effects of Garlic on Hepatic Steatosis in Nonalcoholic Fatty Liver Disease Patients: A Randomized Clinical Trial. Diabetes, Metabolic Syndrome and Obesity: Targets and Therapy, 2020.

Silvia M. et al. Dietary patterns in Brazilian patients with nonalcoholic fatty liver disease: a cross-sectional study. Clinics, 2013.

-

Assine nossa newsletter: