fbpx


Comer arroz com feijão todo dia engorda? Descubra mitos e verdades sobre essa dupla

Postado em 15 de abril de 2021 | Autor: Redação Nutritotal

Os alimentos, consumidos juntos, podem trazer benefícios à saúde

Uma combinação tipicamente brasileira e nutritiva é, sem dúvidas, o arroz com feijão. Consumida desde o final do século XIX, essa dupla se combina de diversas maneiras, já que o arroz é fonte de carboidratos e vitaminas, enquanto o feijão é rico em proteínas e minerais. Mas apesar de formarem uma combinação frequente nas refeições diárias dos brasileiros, muita gente se pergunta se consumir tanto arroz com feijão engorda. Bom, para descobrir essa e outras respostas a respeito da famosa dupla, listamos alguns mitos e verdades baseados em estudos científicos a seguir. Confira:

4 mitos e verdades sobre arroz e feijão

Prato com arroz, feijão, salada, ovo e carne

Imagem: Freepik

Comer arroz com feijão todo dia engorda

Mito. O que na verdade causa o ganho de peso é uma alimentação não balanceada, e não o fato de consumir um alimento específico a mais ou a menos. O consumo de feijão em combinação com arroz branco pode ajudar a reduzir significativamente a resposta glicêmica em mulheres adultas saudáveis, por exemplo. Isso se deve por conta da combinação de aminoácidos entre os dois alimentos.

Os dois alimentos dão gases

Parcialmente verdade. Não há um consenso no meio científico a respeito do consumo dessa combinação quanto ao aumento no nível de flatulência. Estima-se que o aumento dos gases pode estar relacionado à ingestão de fibras do feijão, mas a variação das flatulências é individual e pode mudar também de acordo com o tipo de feijão consumido. A sugestão é deixar o alimento de molho antes de prepará-lo para diminuir a incidência. Saiba mais sobre outros alimentos que podem causar gases clicando aqui.

Quem tem doença celíaca não pode comer arroz e feijão

Mito. Os pacientes que sofrem de sensibilidade ao glúten e que não podem comer alimentos que contenham glúten, como trigo, cevada ou centeio, podem consumir alimentos à base de arroz, já que o grão não possui essa proteína. Só é necessário tomar cuidado com outros acompanhamentos levados ao prato, como a farofa, por exemplo.

A dupla de alimentos pode ajudar a hidratar o corpo

Verdade. De acordo com o Ministério da Saúde, um prato de feijão com arroz é constituído de dois terços de água. E quando a alimentação é baseada nesses alimentos e preparações, é usual que eles forneçam cerca de metade da água que precisamos ingerir diariamente.

Sucesso absoluto!

O arroz e o feijão ocupam o segundo e terceiro lugar, respectivamente, na lista de alimentos mais consumidos pelos brasileiros na Pesquisa de Orçamentos Familiares feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ficando apenas atrás do café. Cerca de 76% dos entrevistados dizem comer arroz com frequência e 60% não dispensam o feijão. Já o Ministério da Saúde estima que uma a cada quatro refeições feitas diariamente por brasileiros seja de arroz com feijão. Vamos combinar que motivos nutricionais não faltam para tanto sucesso!

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Pesquisa de Orçamentos Familiares. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas, 2018.

Guia Alimentar para a População Brasileira. Ministério da Saúde, 2014.

Donna M. et al. Glycemic Response to Black Beans and Chickpeas as Part of a Rice Meal: A Randomized Cross-Over Trial. Nutrients, 2017.

-

Assine nossa newsletter: