fbpx


4 dicas para crianças comerem mais frutas

Postado em 18 de novembro de 2020 | Autor: Lenycia Neri

Houve um tempo em que as crianças corriam ao pomar para comer frutas no momento que queriam, entre uma brincadeira e outra. Nesse tempo havia pouca disponibilidade de ultraprocessados e muita atividade física nas brincadeiras. Por outro lado, atualmente, as crianças passam a maior parte do dia em atividades sedentárias e têm um fácil acesso a alimentos industrializados, onde a lista de ingredientes na maioria das vezes passa bem longe da natureza. E como isso afetou a saúde de nossas crianças!

É preciso retomar o tempo perdido e apresentar novamente as frutas às nossas crianças. Mas existe uma grande polêmica aqui: as frutas são realmente saudáveis? E a resposta é sim, a presença de três a cinco porções diárias de frutas variadas na alimentação infantil traz inúmeros benefícios. O que não é encorajado mais pela ciência são os sucos (mesmo os naturais!) e especialmente os refrescos adocicados, que estão tomando o espaço da água na hidratação das crianças.

A ideia é reaprender a comer frutas, como elas aparecem na natureza: mostrar à criança o que é cada fruta, como é a casca, o cheiro, a textura, o caroço, entre outros. E estratégias de educação nutricional ajudam na apresentação de frutas em momentos agradáveis na família.

O sabor adocicado normalmente encontra aceitação no paladar infantil, portanto, as frutas são ótimas escolhas para os lanches entre as refeições ou opções válidas para atenuar a fome desesperadora da criança enquanto a refeição está sendo preparada. Vale a dica também de sempre levar uma frutinha ao supermercado para distrair a criança e evitar momentos críticos com pedidos insistentes de alimentos ultraprocessados.

Para incluir de maneira definitiva no cardápio as frutas, considere algumas dicas a seguir:

4 dicas para as crianças comerem mais frutas

Recomendações vão da casa à feira:

Apresente a fruta como uma deliciosa sobremesa

Mostre para criança como é a casca (estimule o tato), a textura (pode ser percebida com as mãos ou com outras partes do corpo se a criança preferir, como passar a pele do pêssego no rosto para ver o quão macio pode ser). Também chame a atenção para cores diferenciadas (é uma estratégia interessante pedir para a criança adivinhar qual cor ela espera que apareça ao cortar a fruta, em especial frutas que mudam de cor entre casca e fruto, como abacate, kiwi, maçã) e, ao final, ofereça para criança provar, mas sem forçar o consumo.

Sempre que possível, favoreça passeios ao ar livre e visitas aos sítios produtores de frutas

Levar crianças a árvores frutíferas, pomares, conhecer a origem das frutas é uma experiência inesquecível. As crianças podem subir nas árvores, pegar as frutas e consumir ainda no pé! Mas, caso não seja possível, tentar levar crianças à feira livre pode ser uma grande diversão e um momento de imensas descobertas!

Traga a criança para cozinha

Dependendo da idade da criança você poderá pedir ajuda para preparar algumas receitas com frutas. Comece pela tradicional salada de frutas, deixando já tudo picado, a criança vai adorar misturar os ingredientes e perceber que ela foi responsável por preparar a sobremesa do dia! Receitas mais avançadas para crianças mais velhas: bolo de banana, ponche de frutas, entre outras delícias que podem fazer o dia mais divertido e ensinar que as frutas são deliciosas!

Dê o exemplo

A criança aprende muito pelo que escuta, mas aprende muito mais pelo que ela vê exemplificado no dia a dia. Se você tem uma alimentação variada, com certeza seu filho irá se interessar muito mais facilmente pelos vegetais presentes no seu cotidiano.

-

Assine nossa newsletter: