fbpx

Mortes cardiovasculares podem ter relação com a falta de frutas e vegetais na dieta

Postado em 27 de julho de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Além das frutas, deixar de comer verduras e legumes também pode influenciar na saúde cardíaca, aponta estudo

Mulher sentada, com um prato repleto de diferentes frutas no seu colo

Estudo diz que falta de frutas afeta a saúde do coração | Imagem: Shutterstock

O Brasil é um dos maiores produtores e consumidores de frutas do mundo. Com um clima tropical e solo fértil, a variedade delas é gigantesca, mas ainda tem muita gente que não tem o costume de comê-las todos os dias. E isso pode ser uma péssima ideia já que estudos têm apontado que a falta de frutas na dieta pode estar ligada ao desenvolvimento de doenças cardíacas.

Uma pesquisa feita na Universidade de Tufts (EUA) estimou que 12% das mortes totais são cardiovasculares, e estão relacionadas ao baixo consumo de frutas e vegetais, mais comuns em homens e jovens adultos.

Ainda segundo o estudo, a baixa ingestão de frutas  pode ter resultado em quase 1,2 milhão de mortes por doenças cardiovasculares em 2010, enquanto a baixa ingestão de vegetais pode ter causado 800 mil mortes no mesmo período.

Dieta vitaminada

Outro dado curioso apontado pelos pesquisadores americanos foi que, no geral, o consumo de vegetais abaixo do ideal (809,425) foi bastante superior ao de frutas (521,395). É importante lembrar que tanto as frutas quanto os vegetais são componentes modificáveis em uma dieta, e, portanto, é possível evitar esse grande número de mortes por ano com medidas simples.

Algumas dessas medidas incluem consumir três porções de frutas ao dia: por exemplo, uma no café da manhã, uma após o almoço e outra após o jantar. Também vale ingerir duas porções diárias de verduras e legumes, sendo uma no almoço e outra no jantar, em cinco ou mais dias da semana.

Caso você ainda não tenha o costume de consumir frutas e vegetais com certa frequência, não deixe de visitar seu nutricionista para receber a orientação correta a respeito de seu plano alimentar. A saúde do seu coração só tem a ganhar.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Miller V. et al. FS01-01-19 – Estimated Global, Regional, and National Cardiovascular Disease Burdens Related to Fruit and Vegetable Consumption: An Analysis from the Global Dietary Database. Universidade de Tufts, 2019.

Leia também