fbpx


10 passos para ter sucesso na hora de amamentar

Postado em 8 de agosto de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

Descubra agora o que é realmente importante para uma amamentação correta

A amamentação é mais do que um gesto de amor – é uma atitude necessária e base para a sobrevivência e nutrição infantil, além de fazer bem à saúde da mãe. Para se ter uma ideia, o leite materno é tão poderoso que pode até mesmo prevenir cólicas no bebê, por meio da alimentação da mãe. Sem contar o tanto que o aleitamento materno fortalece o vínculo entre a mulher e seu filho que acaba de chegar. Por isso, a amamentação correta é fundamental.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o aleitamento materno exclusivo aconteça, pelo menos, nos primeiros 6 meses de vida do bebê, seguido de amamentação com alimentos complementares adequados por até 2 anos ou mais.

Além disso, a OMS também mantém um plano de implementação sobre nutrição materna e infantil, especificando metas globais de nutrição até 2025, sendo que uma delas é aumentar em 50% a taxa de aleitamento materno nos primeiros 6 meses do bebê, em todo o mundo.

Para isso, seguir alguns passos pode facilitar a amamentação correta tanto para as mães quanto para os recém-nascidos. Confira quais são eles a seguir.

10 recomendações para a amamentação de sucesso

Todas elas foram listadas pela OMS.

Mulher amamentando bebê no sofá de casa

Amamentar em um ambiente confortável também é muito importante | Imagem: Shutterstock

Fique próxima da criança

O contato pele a pele entre mães e bebês deve ser facilitado e encorajado assim que possível após o nascimento. Além disso, todas as mães devem receber apoio para iniciar a amamentação o mais cedo possível após o nascimento, dentro da primeira hora após o parto.

Procure apoio profissional para a amamentação correta

As mães precisam receber apoio prático para capacitá-las a iniciar e estabelecer a amamentação correta, além de enfrentar as dificuldades comuns desse período. As mulheres grávidas e suas famílias devem ser aconselhadas desde antes do parto sobre os benefícios e manejo da amamentação correta.

Mantenha o contato dia e noite

As instalações que prestam serviços de maternidade e de recém-nascidos devem permitir que as mães e seus bebês permaneçam juntos durante o dia e a noite. Claro, isso pode não ser possível quando os bebês precisam de atendimento médico especializado. Segundo um estudo publicado no Midwifery Womens Health, o compartilhamento de cama pode ser feito com segurança, desde que as famílias sejam aconselhadas sobre como fazê-lo.

Tenha ajuda familiar

As mães podem precisar de apoio dos familiares também para praticar a alimentação responsiva como parte do cuidado materno.

Nunca ofereça alimentos ao bebê

Não dê qualquer alimento ou líquido que não seja o leite materno ao bebê, a menos que indicado por um profissional de saúde.

Alimente-se e hidrate-se bem

Confira se a alimentação da mãe também está em dia, seguindo os cuidados do profissional de saúde sobre o que comer e o que pode ajudar na hidratação.

Evite alimentos crus (se não confiar no lugar em que foi preparado)

O consumo desses alimentos pelas mulheres que amamentam não representa um sério problema para as crianças, porém, existe a possibilidade de a mãe sofrer intoxicações alimentares. Prefira por pratos que tenham fibras e nutrientes, como vitaminas caseiras.

Mantenha cuidado com os prematuros

Para bebês prematuros que não conseguem amamentar diretamente, há alternativas como a sucção não nutritiva e a estimulação oral até que a amamentação seja estabelecida. Converse com o médico para saber o que é melhor no seu caso.

Use utensílios apenas se o médico indicar

Apenas o profissional de saúde deve indicar o uso de utensílios como xícaras, colheres, mamadeiras e bicos.

Evite o uso de chupetas

A recomendação da OMS aponta que o uso delas para substituir a amamentação pode causar problemas posteriores.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Organização Mundial da Saúde (OMS). Protecting, promoting and supporting breastfeeding in facilities providing maternity and newborn services, 2017.

Bovbjerg ML, Hill JA, Uphoff AE, Rosenberg KD. Women Who Bedshare More Frequently at 14 Weeks Postpartum Subsequently Report Longer Durations of BreastfeedingJ Midwifery Womens Health. 2018 May 25.

-

Assine nossa newsletter: