fbpx


4 mitos e verdades sobre alimentos que acalmam

Postado em 21 de junho de 2021 | Autor: Redação Nutritotal

Descubra como a alimentação pode ser aliada no combate ao estresse e à ansiedade

Em situações nas quais o nervosismo toma conta e o estresse fica evidente, você já deve ter ouvido alguém recomendar beber um suco de maracujá ou uma xícara de chá de camomila. Mas será que um gole nessas bebidas é o suficiente para relaxar o organismo? Afinal, existem mesmo alimentos que acalmam?

A resposta é sim! De fato, a alimentação pode ser uma aliada no combate ao estresse e à ansiedade, além de auxiliar na melhora do sono. Porém, fatores como o alimento escolhido, a quantidade, os hábitos referentes à refeição, entre outros, devem ser levados em conta para saber se o efeito calmante pode ser realmente eficaz.

Para saber quais alimentos podem agir como calmante natural, listamos a seguir alguns mitos e verdades baseados em estudos científicos. Confira.

Alimentos que acalmam: 4 mitos e verdades

Suco de maracujá, um dos conhecidos alimentos que acalmam

Imagem: Freepik

Suco de maracujá ajuda a acalmar

Mito. Por mais que o maracujá tenha propriedades benéficas para o relaxamento do organismo e combate ao estresse, elas estão em pequenas quantidades, especialmente em sucos, já que a polpa passa por processos até chegar ao copo. Além disso, as folhas do maracujá são mais ricas nesse tipo de efeito do que a fruta em si.

Alface ajuda a ter uma boa noite de sono

Verdade. A alface, principalmente a de variação romana, é fonte de nutrientes ligados à boa qualidade do sono e de antioxidantes naturais. Ela é capaz de proteger o cérebro contra o  estresse oxidativo causado pelos distúrbios do sono.

Chá de camomila é recomendado para quem quer se acalmar

Verdade. A camomila é uma planta que pode ser usada para o preparo de infusões e é capaz de aliviar sintomas relacionados a depressão e qualidade de sono, em especial em mulheres no período do pós-parto. Mas atenção, pois seu consumo deve ser evitado durante a gestação.

Alimentos fermentados podem aumentar a ansiedade

Mito. O efeito, na verdade, pode ser o contrário. Alimentos fermentados, como o kefir e a kombuchá, são considerados funcionais devido aos seus supostos benefícios à saúde, como o alívio da função intestinal e em sintomas de depressão e ansiedade, e portanto, podem ser aliados no relaxamento do organismo.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referências bibliográficas:

Xirui H. et al. Passiflora edulis: An Insight Into Current Researches on Phytochemistry and Pharmacology. Front Pharmacol. 2020.

Hae D. et al. Sleep-inducing effect of lettuce (Lactuca sativa) varieties on pentobarbital-induced sleep. Food Sci Biotechnol. 2017.

Shao M. et al. Effects of an intervention with drinking chamomile tea on sleep quality and depression in sleep disturbed postnatal women: a randomized controlled trial. J Adv Nurs., 2016.

Hajara A. et al. Fermented foods, the gut and mental health: a mechanistic overview with implications for depression and anxiety. Nutritional Neuroscience, 2020.

-

Assine nossa newsletter: