fbpx

Balanço nitrogenado: por que ele é útil para acompanhar o desempenho esportivo

Postado em 6 de junho de 2019 | Autor: Redação Nutritotal

O exame pode ajudar a entender se o corpo está em momento de síntese ou quebra de moléculas e tecidos

Você já ouviu falar no balanço nitrogenado? Trata-se de um exame que ajuda a medir a diferença entre a proteína ingerida pela alimentação e a eliminada através da urina, e serve como indicativo para quem pratica exercícios saber se o corpo está neutro e em equilíbrio nesse ponto.

O exame pode ser solicitado pelo profissional de saúde que acompanha o atleta. Em primeiro lugar, é feita uma anotação de toda a proteína consumida pelo paciente e em quais quantidades foram ingeridas. Depois, é colhida a urina durante 24 horas, para que esse marcador urinário possa ser útil em analisar a quantidade de nitrogênio eliminada pelo corpo, uma vez que toda proteína é eliminado do corpo por meio do nitrogênio.

Dados de um estudo divulgado no livro Nutritional Management of Renal Disease apontam que quase todo o nitrogênio no corpo é encontrado nas proteínas. A proteína animal contém aproximadamente 16% de nitrogênio em peso, então, por isso, as técnicas clássicas de balanço de nitrogênio são uma ferramenta poderosa, sensível e usualmente precisa para poder avaliar a resposta nutricional e metabólica a mudanças no estado nutricional.

Ainda segundo o artigo, alguns fatores importantes que são responsáveis pela precisão e sensibilidade do balanço nitrogenado incluem o controle das atividades físicas e uma boa alimentação supervisionada por um profissional de saúde.

Mais sobre o balanço nitrogenado:

Mulher de costas treinando musculação

O balanço nitrogenado ajuda a avaliar se o nível de proteína está equilibrado no corpo de quem pratica exercícios | Imagem: Shutterstock

  • O balanço nitrogenado pode ser uma ferramenta útil para determinar a quantidade de proteína que um indivíduo deve consumir para manter o equilíbrio de nitrogênio neutro ou positivo, dependendo dos objetivos nutricionais.
  • Adultos saudáveis ​​estão em equilíbrio neutro com um balanço de nitrogênio que é igual a cerca de + 0,5 g/d (para compensar as perdas de nitrogênio que acontecem devido a fatores como suor, descamação da pele, crescimento de pelos e unhas, respiração, flatulência e, se presente, perdas salivares e menstruação).
  • Se o balanço de nitrogênio é positivo, a proteína presente no corpo está em um estado anabólico. Isso poderia ser um indicativo de que o individuo possa estar produzindo mais massa muscular, embora não seja necessariamente obrigatório que isso aconteça.
  • Já se o balanço é negativo, a pessoa está em um estado catabólico, o que pode sugerir que seu organismo esteja usando as próprias reservas de proteínas para sobreviver, uma situação que acontece decorrente de inanição (em pacientes hospitalizados, por exemplo) ou quando a ingestão de proteína está abaixo do necessário. Vale lembrar que o resultado negativo também pode significar um excesso de perda de proteínas.
  • A medição do balanço de nitrogênio requer detalhes meticulosos antes do nutricionista fazer qualquer mudança na dieta do paciente.

 

*Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Pupim L. et al. Nutritional Management of Renal Disease (Third Edition), 2013.

Leia também