fbpx

Como fica o peso corporal após 5 anos de consumo de frutas e verduras? Cientistas respondem

Postado em 20 de junho de 2020 | Autor: Redação Nutritotal

Entenda como a ingestão desses alimentos pode estar relacionada a fatores que previnem a obesidade

Pessoa segurando prato com frutas picadas dentro

As frutas são ricas em nutrientes benéficos à saúde | Imagem: Shutterstock

Quantas vezes ao dia você costuma consumir frutas e verduras na sua alimentação? Fontes importantes de vitaminas, minerais e fibras, esses alimentos são necessários para manter uma boa nutrição.

Mas será que eles também são capazes de prevenir a obesidade? Isso é o que avaliou um estudo feito pelo Serviço de Saúde Pública do Japão e publicado no European Journal of Nutrition, que comparou como fica o peso corporal após o consumo de frutas e verduras diferentes por mais de cinco anos.

Foram avaliados 54 mil pacientes que não tinham histórico de doenças crônicas no início do estudo. Fatores como o estilo de vida, sexo, idade, índice de massa corporal (IMC), atividade física, consumo de álcool e tabagismo, tratamentos médicos, entre outros foram observados.

Muita ou pouca fibra?

No total, foi observado o consumo de 28 tipos de vegetais e 14 tipos de frutas, separados em grupos de ricos em fibras, com teor médio ou baixa quantidade.

Como resultado, o consumo de vegetais com menos fibras foi associado à redução de peso, enquanto o consumo de frutas com menos fibras e maior densidade calórica foi diretamente associado ao aumento de peso.

Com isso, os cientistas concluíram que a mudança no consumo de vegetais ou de frutas não teve uma relação significativa com alterações no IMC e mudanças de peso em pessoa saudáveis. No entanto, o consumo total de vegetais e frutas em indivíduos com um IMC acima do sobrepeso pode ter uma relação positiva.

Os pesquisadores sugerem ainda que os vegetais atuam como substitutos de alimentos mais calóricos em refeições principais, contribuindo com menos calorias totais. Já as frutas podem ser consumidas como lanches intermediários, e além de possuírem uma média de fibras menor que os vegetais, adicionam uma maior densidade calórica ao fim do dia.

 

Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Referência bibliográfica:

Wilunda C. et al. Associations between changes in fruit and vegetable consumption and weight change in Japanese adults. European Journal of Nutrition, 2020.

Leia também



Assine nossa newsletter: