fbpx


Dieta para candidíase: o que comer e o que evitar

Postado em 14 de fevereiro de 2022 | Autor: Redação Nutritotal

Alimentação pode ajudar na melhora dos sintomas da doença

Sintomas como coceira, vermelhidão e desconforto na região íntima podem indicar um problema de saúde que muitas mulheres já apresentaram: a candidíase. Causada por um fungo chamado Candida albicans, a doença está ligada também à microbiota intestinal, e por isso, muita gente pergunta: existe uma dieta para candidíase?

E, de fato, a alimentação pode ser uma aliada importante para o controle e prevenção de sintomas ligados ao problema de saúde. Optar por hábitos alimentares não muito saudáveis no dia a dia pode contribuir com a proliferação do fungo, enquanto ao mesmo tempo, alguns alimentos podem ajudar no combate.

Para saber se sua dieta para candidíase está adequada, preparamos um teste baseado em estudos científicos. Marque as alternativas, entre A e B, e confira o resultado no final:

Dieta para candidíase: o que é melhor comer?

Mulher com as mãos na frente da barriga

Imagem: Shutterstock

1 – Para quem está com candidíase, qual destes grupos de fruta você escolheria no cardápio:

  1. A) maçã, melão e kiwi
  2. B) banana, abacaxi e abacate

2 – Na hora de temperar seus pratos, qual destes ingredientes você usaria:

  1. A) alho picado na hora
  2. B) caldo de carne ou legumes processado

3 – Qual das bebidas abaixo você escolheria:

  1. A) um copo de iogurte natural
  2. B) uma taça de vinho tinto

4 – Para acompanhar a salada, escolha uma das opções abaixo:

  1. a) abobrinha e berinjela
  2. b) abóbora e batata doce

Resultados:

Se você marcou mais vezes a alternativa A, parabéns, sua alimentação diária ajuda no combate à candidíase. Frutas e verduras com baixo índice glicêmico, além de fontes de probióticos (como o iogurte natural) e prebióticos (como as fibras) ajudam a modular a microbiota do intestino, colaborando com a saúde.

Além disso, existem alimentos ricos em nutrientes específicos para o combate dos fungos. O alho fresco, por exemplo, é fonte de alicina, uma substância que possui ação antiviral, antifúngica e antibiótica.

Outro ingrediente que pode ser um aliado na luta contra a candidíase é o oxicoco, ou cranberry, uma frutinha que possui propriedades antioxidantes e pode inibir o crescimento de microrganismos.

Agora, se você optou mais vezes pela alternativa B, é melhor ter cuidado. Alimentos com alto índice glicêmico, além dos processados, ultraprocessados e bebidas alcoólicas, podem contribuir com a proliferação do fungo responsável pela candidíase.

Quer saber mais sobre saúde da mulher? Siga o Nutritotal – Para Todos no Instagram e confira dicas imperdíveis sobre nutrição!

*Este conteúdo não substitui a orientação de um especialista. Agende uma consulta com o nutricionista de sua confiança.

Andrade, V.L.A. Candidíase de repetição: uso de probióticos como terapia complementar. Portal PEBMED. 2019

Tiziana M, et al. Effect of Probiotics on Oral Candidiasis: A Systematic Review and Meta-Analysis. Nutrients, 2019.

Firmiano, Letícia; Dias, Daniela Prado; Santos, Thalita Grazielly; Terra, Sônia das Neves; Queiros, Viviane Martins dos Anjos. Benefício dos Alimentos Usados como Terapia Complementar para Candidíase Vulvovaginal Recorrente. Id on Line Rev.Mult. Psic.,Dezembro/2020, vol.14, n.53, p. 913-925.

Medeiros, Eduardo Zanatta et al. 34580-Candidíase vaginal: uma breve revisão sobre prevenção e tratamentos. 35096-Apoio e cuidado aos cuidadores: relato de estágio junto a equipe do CAPS II do município de Criciúma-SC, p. 21.

-

Assine nossa newsletter: