Alergia a castanhas e nozes em crianças. Devemos nos preocupar?

Postado em 24 de junho de 2019 | Autor: Marcella Gava

Mais de um terço das crianças com alergia ao amendoim e a ovos na infância tem alergia a nozes aos 6 anos de idade

Estudo determinou a prevalência de alergia a castanha no primeiro e sexto ano de vida e avaliou a relação entre alergia a castanhas e ovos.

5276 crianças com um ano de idade foram recrutadas e seguidas até os seis anos de idade. A seleção acontecia entre 11 e 15 meses, momento que as crianças realizavam prick teste de pele (PTP) para ovo, amendoim e gergelim e os pais respondiam a um questionário. Metade da amostra realizava também o PTP para camarão e a outra metade para leite de vaca. Todas as crianças que tiveram positivo para o PTP e uma amostra de crianças com teste negativo repetiram o PTP e realizaram o teste de tolerância oral (TTO) para ovo, amendoim e gergelim. As crianças acompanhadas mais de perto na clínica associada ao estudo realizaram também o PTP para amêndoa, castanha de caju e avelã, sendo recomendado evitar estes alimentos quando o teste foi positivo. Aos quatro anos, todas os participantes responderam o questionário e as crianças que tiveram alguma alergia alimentar reportada e as que tiveram os testes positivos ao um ano de idade repetiram os testes PTP e TTO. Aos seis anos, todas as crianças que compunham a coorte realizaram novamente o PTP para leite, ovos, amendoim, trigo, gergelim, castanha de caju, amêndoas e avelã, sendo que em caso de resultado positivo realizavam o TTO.

Das crianças participantes, 924 apresentaram PTP positivo para ovos, amendoim, gergelim e camarão ou leite de vaca, realizaram o TTO e apresentaram também PTP positivo para castanha de caju, amêndoa e avelã (castanhas).

Ao primeiro ano de idade, 530 tiveram o diagnóstico de alergia a ovo, amendoim e gergelim confirmado. 18,5% consumiram castanhas antes de um ano de idade e somente 0,1% apresentaram reação alérgica. Sensibilização para castanhas foi mais comum em crianças com alergia a ovos e amendoim.

Aos seis anos de idade, a sensibilização para castanhas foi de 4,4% e a alergia de 3,1%, sendo esta alergia semelhante para amendoim (2,8%). Das 154 crianças com alergia a nozes aos 6 anos de idade, 42,9% também tinham alergia ao amendoim. Das crianças com alergia a amendoim ao um ano de idade, 27% apresentaram alergia a castanhas aos 6 anos, enquanto as que apresentaram alergia a ovo somente 14% apresentou alergia a castanhas aos 6 anos.

Assim sendo, os autores determinaram que as taxas de alergia a castanhas aos seis anos de idade são tão altas quanto as taxas de alergia ao amendoim, sendo a castanha de cajú o alimento com principal impacto alergênico entre as castanhas. Mais de um terço das crianças com alergia ao amendoim e a ovos na infância tem alergia a nozes aos 6 anos de idade. Entender como prevenir a alergia a nozes deve ser uma prioridade urgente para pesquisas futuras.

Referência:

McWilliam V et al. Patterns of tree nut sensitization and allergy in the first 6 years of life in a population-based cohort. J Allergy Clin Immunol. 2019 Feb;143(2):644-650.e5

Leia também