Associação de Exercício e Whey melhora quadro de Obesidade Sarcopênica

Postado em 29 de julho de 2019 | Autor: Marcella Gava

Com aumento de massa magra e redução da gordura abdominal, Whey Protein se mostra eficaz no auxilio a tratamento de Sarcopênia

Estudo multicêntrico conduzido pela brasileira Nabuco analisou os efeitos da suplementação de whey protein hidrolisado (WP) associada com treinamento de resistência (TR) sobre a composição corporal, força muscular, capacidade funcional e biomarcadores do metabolismo plasmático em mulheres idosas com obesidade sarcopênica (OS).

O estudo foi conduzido por 16 semanas e foram realizadas avaliações antropométricas, de composição corporal e colhidas amostras de sangue nas semanas 2 e 16. Foram realizados testes de repetição máxima, de capacidade funcional e quantificação da ingestão dietética nas semanas 1 e 15. Participaram do estudo 26 mulheres idosas (≥60 anos), randomizadas em grupo WP (n=13) e grupo placebo (n=13). As participantes realizaram no período da pesquisa TR três vezes na semana, sendo que o grupo WP recebeu 35g de WP e o grupo placebo recebeu maltodextrina.

Não diferiram entre os grupos, no início do estudo, as características gerais e histórico médico, e, durante o estudo, a ingestão diária de energia e macronutrientes. Em relação ao grupo controle, o grupo WP apresentou maior ganho de massa magra e de massa magra apendicular, e maior perda de massa gorda (p<0,05). Ambos os grupos melhoraram seus parâmetros de circunferência da cintura e razão cintura quadril (p<0,05) sem diferença significativa entre eles. Após a intervenção, a redução de massa gorda não foi suficiente para retirar qualquer participante da zona de obesidade, no entanto, o grupo WP reduziu significativamente a frequência de sarcopenia (13 para 6 indivíduos; p<0,05). Ambos os grupos melhoram sua força muscular e capacidade funcional (p<0,05). O Exercício, em ambos os grupos, foi associado ao aumento de HDL e TRAP, e redução de glicose, triglicérides, PCR, produtos de proteínas oxidadas e TNF-α, sem diferença em LDL, insulina e HOMA-IR. A única diferença apresentada entre os grupos foi a redução significativa de IL-6 no grupo WP em relação ao grupo placebo.

Dessa maneira, os autores concluíram que a suplementação com whey protein combinada com treinamento de resistência aumentou a massa magra e reduziu a massa gorda, melhorando o quadro de obesidade sarcopenica em mulheres idosas, com um baixo impacto na inflamação.

Referência:

Nabuco HCG et al. Effect of whey protein supplementation combined with resistance training on body composition, muscular strength, functional capacity, and plasma-metabolism biomarkers in older women with sarcopenic obesity: A randomized, double-blind, placebo-controlled trial. Clin Nutr ESPEN. 2019 Aug;32:88-95.

Leia também