fbpx


Recomendações para terapia nutricional em pacientes críticos com COVID-19

Postado em 29 de abril de 2021 | Autor: Aline Palialol | Tempo de leitura: 3 min

Recomendações específicas para vitaminas também são abordadas no documento

O Comitê de Nutrição da Federação Pan-Americana e Ibérica de Medicina Crítica e Terapia Intensiva, publicou um documento com as recomendações para pacientes críticos com COVID-19, considerando, para a elaboração dessas recomendações, revisões literárias sobre COVID-19 e as diretrizes ASPEN e ESPEN para nutrição enteral e parenteral.

A publicação ressalta o quanto a imunidade natural do corpo é eficiente na proteção do organismo contra diversas enfermidades, incluindo o coronavírus. Destaca também que o maior órgão imunológico do corpo é o intestino, especificamente, o tecido linfático associado a esse órgão que processa os antígenos que interagem com a mucosa intestinal e dissemina a resposta imune.

As recomendações também revelam que a avaliação nutricional é imprescindível nos casos de COVID-19, principalmente idosos acima de 60 anos e pessoas com comorbidades ou doenças imunossupressoras, pois estes são os grupos de maior risco nesta pandemia. Entretanto, comenta que não deveria ser obrigatória a avaliação nutricional presencial com o paciente, podendo esta ser feita por telefone com algum familiar ou mantendo certa cautela e distanciamento quando houvesse a necessidade de fazê-la com o próprio enfermo.

Sobre a nutrição enteral, o comitê menciona que a insuficiência respiratória e a hipoxemia dificultam a alimentação oral, sendo necessário colocar a sonda antes da intubação endotraqueal. Se não houver choque ou instabilidade hemodinâmica, a nutrição enteral deve ser iniciada o quanto antes.

A nutrição parenteral, por sua vez, deve ser usada quando a enteral não for possível ou não atender a pelo menos 60% das necessidades nutricionais do paciente, pois em pacientes com COVID-19, pode haver aumento da intolerância gastrointestinal.

Além dessas recomendações, o documento também aborda a importância dos carboidratos, gorduras, proteínas e algumas vitaminas na melhora do sistema imune e tratamento desses pacientes.

Referência

Alfredo A. Matos, Víctor Sánchez Navas, Agamenón Quintero Villareal, Carolina Méndez, Kirenia Petterson, José Vergara, Juan Carlos Castillo, Max Arroyo, Recomendaciones para la terapia nutricional de pacientes con COVID-19, Acta Colombiana de Cuidado Intensivo, 2021, ISSN 0122-7262.

 



Leia também